Volvo desiste dos sedãs no Brasil e foca 100% nos SUVs

CIDADE DO MÉXICO – A Declaração foi do diretor geral da Volvo Cars Brasil, João Oliveira, na tarde desta quarta-feira, na Cidade do México. O executivo reforçou a iniciativa da marca no roteiro que é a transformação para os 100% elétricos, como aconteceu no foco do XC40. A Volvo declarou no final do ano passado que não venderia mais o carro no modelo híbrido. O XC60 é o mais vendido da marca que vendeu 8.200 unidades em 2021.

LEIA MAIS

+ VOLVO C40 É SEXY E PODE APOSTAR QUE VAI ENCANTAR COMO FEZ O RANGE ROVER EVOQUE

No México, na apresentação do segundo SUV elétrico da empresa para o Brasil, o C40 de 408 cavalos de potência e autonomia de 430 quilômetros ao preço de R$ 419.950. O que se sabe é que suecos, nadando de braçadas no mercado nacional, como marca desejada, vão manter o XC60 e XC90 híbridos. O país é o segundo a comercializar os carros 100% eletrificados. O primeiro é a Noruega.

A desistência pela manutenção dos sedãs S60 e S90 também se deu porque ficaria “inviável” (difícil) investir nos produtos diante da nova fase do Proconve L7. João Oliveira ainda alertou que possivelmente esses veículos não voltarão a ser comercializados no país.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade