Volkswagen Virtus acelera para a liderança do segmento

Lançado em janeiro e com vendas iniciadas em fevereiro, o Volkswagen Virtus já figura – em apenas três meses de vendas – entre os sedãs mais vendidos no Brasil. Até o final de abril, foram emplacados 8.462 Virtus em todo o país. A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) classifica os sedãs em quatro categorias no mercado brasileiro: pequenos, compactos, médios e grandes.

O Virtus foi enquadrado pela entidade que representa os concessionários como “compacto”. Nesta categoria, o sedã da Volks já lidera com folga. Segundo colocado, o Chevrolet Cobalt emplacou cerca de 3 mil unidades a menos, como 5.096 emplacamentos no acumulado do ano. Na sequência, vem o Honda City, com 4.144 vendas.

O maior rival do Virtus, o Cronos foi lançado praticamente na mesma época. Para a Fenabrave, o sedã da Fiat se enquadra entre os “pequenos”, mas independentemente de categoria, a vantagem do Virtus também é expressiva. Até o final do abril, o Cronos emplacou 5.038 unidades, contra as 8.462 do Volks.

Se fizemos o recorte do último mês cheio de vendas, a crescente do Virtus fica ainda mais evidente. Em abril, o compacto da Volkswagen foi o terceiro sedã mais vendido no país, incluindo aí os pequenos e os médios. Quem lidera nesse recorte é o GM Prisma (6.635), seguido do Corolla (5.664).

As razões

Mas por que o Virtus está em uma ascendente tão grande no mercado? Assim como o Cronos, o sedã da Volks se beneficia, é claro, do fator novidade. Mas apenas isso não justificaria a distância que o Virtus está abrindo para os rivais. Aí entram os detalhes, que, na hora da compra, fazem o consumidor se posicionar pelo produto que ele define como melhor.

Em termos de tecnologia embarcada, por exemplo, o Virtus tem equipamentos inéditos para o segmento, como o manual cognitivo e detector de fadiga do motorista. O painel 100% digital (Active Info Display) é outro atrativo que os rivais diretos não oferecem.

Volks coloca tecnologia de ponta no Virtus

Na segurança, o sedã da Volks conseguiu a nota máxima (cinco estrelas) na categoria nos testes da Latin NCap e ainda têm auxílios da tecnologia, como o sistema de freios pós-colisão para somar neste quesito.

Espaço interno é outro diferencial do Virtus em relação aos compactos. Seu entre-eixos de sedã médio 2.651 mm (mesmos números do Jetta atual) garantem amplo espaço para os passageiros do banco de trás.

Entenda por que sobra espaço no Virtus

 

 

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade