Publicidade

Viajar de carro com a família nas férias pode sair mais barato

As férias escolares estão chegando e muitas famílias que costumavam comprar as passagens aéreas para viajar estão tendo que se adaptar devido à pandemia da Covid-19. A restrição na entrada de brasileiros no exterior fez com que muita gente mudasse os planos para uma viagem de carro com a família. Programando os custos da forma correta, esse momento especial pode ficar ainda mais barato.

O primeiro passo é planejar a viagem por completo. Traçar uma rota com as melhores rodovias até o destino desejado e verificar os pontos de abastecimento pelo caminho. A escolha da gasolina também pode fazer muita diferença nos gastos.

Numa viagem longa, com mais de 1.000 km, os gastos com o combustível serão relevantes, portanto, qualquer desconto ou economia no consumo será importante. É aí que entra a nossa recomendação pela Duramais. Tanto na gasolina como no diesel o aumento da eficiência é da ordem de 10%, podendo ser mais. Isso vai garantir uma maior autonomia com o tanque, ou seja, menos paradas em postos e mais economia para o orçamento da viagem.

Além disso, se você é uma pessoa engajada na questão ambiental, o que recomendamos também, os combustíveis Duramais da Dislub e Equador energia polem 50% menos que os concorrentes. Isso porque ela funciona como um catalisador capaz de reduzir o índice de poluentes presentes nos combustíveis fósseis. A Duramais utiliza a nanotecnologia GreenPlus, que reorganiza as moléculas de combustível, agilizando o processo de combustão.

No site www.gasolinaduramais.com.br você fica sabendo onde encontrar o combustível para que possa programar bem a rota de sua viagem economizando mais e poluindo menos.

Direção eficiente

A forma como você dirige também influencia e muito no consumo do combustível. O que isso quer dizer? Que você precisa deixar o motor do seu carro trabalhando sempre em baixas rotações. Quanto menos o motor “girar”, menos combustível ele consumirá. Você pode acompanhar as rotações por minutos (RPM) no odômetro que fica no painel de instrumentos, geralmente ao lado do velocímetro.

Para manter as rotações baixas é preciso mudar as marchas no momento certo, sem dar aquela “esticada”. Muitos carros hoje possuem indicador de mudança de marcha, que informa o momento certo para alterar a engrenagem da transmissão. Se o seu não tem, você pode mais uma vez recorrer às rotações por minutos. Estando em um lugar plano, quando o ponteiro do odômetro chegar na casa das 2 mil RPM, você pode subir a marcha do seu carro. Dessa forma você vai garantir uma direção equilibrada e menos consumo de combustível. Se seu carro é automático, é o peso do seu pé no acelerador que ditará a atuação da transmissão. Portanto, pezinho leve na estrada.

Há outras formas de economizar gasolina. Nada de desligar o ar-condicionado e abrir os vidros. Em velocidades superiores a 80 km/h, vale mais a pena deixar os vidros fechados e o ar-condicionado ligado em razão do atrito aerodinâmico que os vidros abertos criam. Também não se deve aproveitar as ladeiras e deixar o carro descer desengatado. Você economizará mais se deixar a marcha engatada e tirar o pé do acelerador, pois dessa forma o motor não consume combustível.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade