Veja os destaques do Salão de Xangai que chegam em breve no Brasil

Xangai – O Brasil como destino no Auto Show de Shangai. A proposta global das plataformas, que passaram a gerar novos automóveis únicos, para praticamente todas as nações mostra que um detalhe ou outro no para-choque ou no info entretenimento não serão capazes de esconder o que vem pela frente.

LEIA MAIS SOBRE O SALÃO DE XANGAI

+ Veja como ficou em detalhes a nova geração do Nissan Sentra

+ Perto do Brasil: GM apresenta a nova geração do Tracker no Salão de Xangai

+ Caoa Chery prepara Arrizo 5 elétrico e um SUV híbrido que miram o Brasil

+ Renault apresenta compacto elétrico que antecipa o futuro do Kwid nacional

+ Audi apresenta conceito inovador de carro compacto autônomo em Xangai

O maior salão do mundo? Sim porque em termos de presença de marca até mesmo a Volvo, que publicamente decidiu não participar de exposições está aqui. E quanto aos exóticos? Aqueles carros estranhos? Esqueça! São minoria quase desaparecida pelo fato de ainda sobrar alguns carros conceitos futuristas e esquisitos mas fora isso, o mundo é real. A China criou a sua própria identidade e deixou de copiar as grandes marcas.

A brasileira Caoa Chery, como nenhuma outra no auto show, celebra a chegada de novos modelos, a exemplo do SUV de luxo e rico em tecnologia, Tiggo 8, com motor 1.6 turbo flex de injeção direta e do elétrico Arrizo 5 EV. A marca de excelência do grupo, Exeed também trouxe seu SUV. A empresa estuda o mercado para saber se vai ou não para o Brasil. No detalhe do Tiggo, o de sete lugares será o primeiro veículo nacional com identificação facial a bordo, inteligência artificial que identifica o condutor, oferece comandos e memoriza funções do veículo.

Mas quem também atirou certo foi a Chevrolet com os novos Onix sedan, Tracker e Trailblazer (esse último como você não conhece no Brasil). Elegantes, os dois SUVs inspirados na Blazer norte-americana, que tem alma do Camaro, chegam em 2020. A Ford debutou o Escape em salões e reforçou o novo Focus para o mercado doméstico. Por aqui, o Hyundai Creta aparece reestilizado (o nosso é mais bonito) assim como o sedã Sonata e o SUV Santa Fé em seu desenho chinês.

A JAC vai importar o S4 para o Brasil que será batizado de T60. A picape média T8 também vai em duas versões: a diesel, topo da gama e uma “pelada” elétrica. Na Toyota, o Rav 4 e na Mitsubishi, o foco no Eclipse e o mesmo serve para o futuro Sentra da Nissan, aqui chamado de Sylphy.

Alemães atrevidos? Nada disso. Também são donos do pedaço em suas linhas de alta performance. AMG, RS e M são cortejados como marcas dos sonhos: leia-se Lamborghini, Bentley, Rolls-Royce, Maserati. O chinês de Shanghai, cidade que tem um dos metros quadrados mais caros do mundo, U$ 10 mil dólares, é empoderado, cheio da grana. As marcas revelam seus produtos da mais alta grife e por isso escolhem a China. A Audi debuta o Q3, a BMW, o X7. Na Mercedes, o conceito GLB é destaque da feira. A Porsche foi convencida pelo design coupé para seu universo SUV e vestiu o Cayenne.

Veja agora alguns destaques de carros que vimos em Xangai e que logo estarão pelas ruas brasileiras:

Caoa Chery Tiggo 8

O Tiggo 8 da Caoa Chery promete muito luxo para os sete passageiros. Vem para disputar mercado com Tiguan e Compass. Destaque para o motor 1.6 turbo de injeção direta e a tecnologia a bordo, como o reconhecimento facial.

Volkswagen Tarek

Apresentado na China como Tharu, o SUV médio da Volkswagen vai se posicionar entre o T-Cross e o Tigual Allspace. Vai brigar diretamente com as versões flex do Compass, líder entre os SUVs no Brasil. O Tarek será puxado pelo conhecido motor 1.4 TSI de 150 cv de potência e somente com transmissão automática de seis velocidades.

Chevrolet Onix Sedã

O Prisma mudou geral, inclusive o nome. Agora vai se chamar Onix Sedã. O compacto subiu de patamar e promete tirar clientes de Virtus e Cronos nas versões mais caras. Outra novidade é o motor 1.0 turbo. O modelo chega no segundo semestre.

Chevrolet Tracker

Quem também ganhou uma nova geração foi o Tracker. O SUV compacto chega em 2020 por aqui e também vai ter a opção de motorização 1.0 turbo para brigar de frente com o Volkswagen T-Cross.

Chevrolet Trailblazer

O SUV grande da Chevrolet apresentado na China é bem diferente do nosso, mas deve inspirar a versão brasileira, prevista para o ano que vem. Ambos são derivados da nova Blazer apresentada nos Estados Unidos.

Ford Territory

Mais um utilitário apresentado em Xangai que desembarca no Brasil ainda neste ano é o Territory. SUV médio da Ford é mais um para tentar tirar clientes do Jeep Compass. O modelo já passeou no país durante o Salão de São Paulo, onde foi muito bem recebido, o que fez com que a Ford cravasse a venda dele no Brasil. É esperada a chegada de uma opção híbrida também.

Nissan Sentra

Apresentado com o nome de Sylphy na China, o novo Sentra passou por profunda mudança e chega em 2020 em sua nova geração por aqui. Além do visual inspirado no irmão maior Altima, o Sentra virá mais recheado de tecnologia, como câmera 360 graus que já conhecemos Kicks e na picape Frontier. Deve chegar também com uma versão hibrida para disputar esse mercado “verde” com o novo Corolla.

Renault Kwid elétrico

O City K-ZE apresentado em Xangai pela Renault nada mais é do que a versão elétrica do Kwid, subcompacto que conhecemos bem. O compacto movido a energia elétrica antecipa como vai ficar o nosso Kwid na reestilização esperada para o ano que vem. Por enquanto, aqui só o motor flex. O elétrico é uma possibilidade para 2021.

Fotos: Jorge Moraes e Newspress

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade