Publicidade

Vai pegar a estrada? Saiba como dirigir corretamente para economizar gasolina

Publicidade

Final de ano é tempo de presentes, viagens, confraternizações e muitas festas. Não há orçamento que dê conta de tanta soma na mesma época. E se você ainda planeja pegar a estrada para encontrar a família, ainda é preciso encaixar os custos da viagem nessa conta. Há, entretanto, formas de economizar nessa despesa rodoviária. Independentemente se a distância que você vai percorrer neste final de ano, a forma de condução do carro influencia bastante no consumo de combustível.

É importante saber ler o tacômetro ou conta giros do seu carro. Se você não conhece ainda, ele é um instrumento no painel do carro que mostra quantas rotações por minuto (RPM) o motor do carro está girando. Através do conta giros sabemos, por exemplo, se estamos trocando de marcha na hora certa e aproveitando o melhor desempenho do carro, ou ainda se estamos usando ele com o objetivo de conseguir o melhor consumo.

Como a ideia aqui não é a busca pelo melhor desempenho, mas sim a economia de combustível, o mais correto é avançar de marcha quando o ponteiro do conta giros ficar entre 2.000 e 2.500 RPM. Dessa forma, o motor trabalhará sempre em baixas rotações e, consequentemente, poupar alguns litros de combustível ao longo da viagem.

E se o carro tiver câmbio automático? Nesse caso, o controle do conta giros está no pedal do acelerador. Na maioria dos modelos atuais já estão programados a fazer a troca de marcha na faixa das 2.000 RPM. Mas claro que isso vai depender da aceleração que você busca. Pise de forma moderada no pedal direito e você irá poupar combustível. Mas se a transmissão sentir que o carro precisa de mais força, seja para ter mais velocidade ou para subir uma ladeira, por exemplo, a mudança da marcha será adiada para uma rotação mais alta, na casa entre 4.000 e 5.000 RPM.

E o ar-condicionado?

Muita gente também se engana na relação do uso do ar-condicionado e o consumo de combustível. Claro que o equipamento – essencial nessa quente época do ano – exige mais do motor e pede mais gasolina. Entretanto, baixar os vidros para desligar o ar-condicionado nem sempre vale a pena. Em velocidades superiores a 90 km/h, o arrasto aerodinâmico gerado pelas janelas abertas resultam em maior esforço do motor do que se o ar-condicionado estivesse ligado.

Combustível que rende

Além das dicas de condução para economizar no tanque, outra medida muito importante é escolher o combustível que rende mais. Nesse caso, a dica é na gasolina ou diesel Duramais, da Dislub/Equador Energia.

Tanto a gasolina como o diesel Duramais garantem um rendimento 10% maior que os demais combustíveis. Para quem vai fazer uma viagem longa, essa economia fará uma diferença boa no orçamento.

Por exemplo, para quem vai pegar a estrada para uma viagem de ida e volta entre Recife e Petrolina (Sertão), vai rodar cerca de 1.500 km. Em um veículo que faça uma média de 10 km/l, serão necessários 150 litros do combustível apenas para o trajeto entre as cidades. Usando a gasolina ou o diesel Duramais você pode economizar cerca de 15 litros de combustível, o que garante uma autonomia maior e, consequentemente, um custo menor ao final da viagem.

E para calcular quanto você consegue rodar a mais abastecendo com a Duramais, a Dislub/Equador Energia disponibiliza uma calculadora na qual você descobre o benefício do combustível. Basta acessar o site gasolinaduramais.com.br e digitar a média de quilômetros que você vai rodar. Você também pode saber onde encontrar os combustíveis Duramais na mesma página.

Tecnologia verde

A Duramais funciona da seguinte forma: enquanto as gasolinas aditivadas que temos hoje nos postos possuem como característica principal a adição de um detergente e um dispersante para aumentar o desempenho, a Duramais recebe um catalisador que aumenta esse desempenho, utilizando mais a gasolina investida, sem desperdiçar, como geralmente acontece. Isso garante uma eficiência maior em pelo menos 10%, o que vai refletir diretamente no seu bolso. O mesmo vale para o diesel Duramais.

Além da economia do combustível, com a Duramais no tanque, o seu carro vai poluir cerca de 50% a menos porque ela funciona como um catalisador capaz de reduzir o índice de poluentes presentes nos combustíveis fósseis.

A Duramais a tem nanotecnologia GreenPlus que reorganiza as moléculas de combustível, agilizando o processo de combustão. O produto, agraciado com a ecoetiqueta da ONU, já é utilizado no transporte público da Alemanha, virou política pública na Colômbia e está disponível ao consumidor em postos nos Estados Unidos e Argentina, em países na Europa, Ásia e Oriente Médio. Além de estar presente em frotas de caminhões e navios, geradoras de energia e várias das maiores companhias de petróleo do mundo. Além disso, é certificado pela Organização das Nações Unidas (ONU) por estar alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) previstos na Agenda 2030.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade