Mercado

Toyota Hilux e SW4 chegam mais caras e com novos equipamentos de segurança

Eurovia SBD 2

A Toyota mira os legionários picapeiros, fãs da marca, que defendem com unhas e dentes a dupla de utilitários considerada a dona do pedaço. A montadora solta os preços com ajuste médio de 2,5% nas linhas 2020 da picape Hilux e do SUV SW4. Os modelos mais caros da gama recebem sete bolsas infláveis na ampliação do pacote de segurança. Os “SR” passam a oferecer controle de estabilidade (VSC), tração (TRC) e assistente de partida em rampa (HAC).

LEIA MAIS

+ Novo Toyota RAV4 híbrido é lançado com preço a partir de R$ 166 mil

A gama com mudança de ano/modelo se prepara para chegar às lojas em 12 versões de acabamento e preços que variam de R$ 119.940 a R$ 214.690. A SW4 com seis catálogos nas lojas vai de R$ 161.590 a saltitantes R$ 279.990 para a Diamond de sete lugares. O carro representa o DNA Toyota no segmento de poucos concorrentes, como a renovada Pajero Sport (R$ 250 mil).

Mas se por fora tá tudo igual, é a mesma coisa, o que há de novidade a bordo? A nova central multimídia com tela de oito polegadas, mais rápida com reconhecimento de toques simultâneos (permite o zoom), assim como a função MirrorLink, onde o motorista pode espelhar via cabo as funções do celular.

Quem esperava pela tecnologia do Apple Car Play ou Android Auto vai ficar sentado por muito mais tempo (nem sei quanto) porque a proposta do espelhamento é outra. Quebra o galho? Sim. Mas precisaremos, no segundo passo, analisar, na prática, o ingresso da conectividade com o Miracast, conexão via Wi-Fi, que projeta o Waze, Google Maps, YouTube e outros mais. A TV digital, o GPS integrado e a projeção da câmera de ré foram mantidos, assim como a conexão USB e AUX.

No design, a Toyota escreve como novidade a cor branco pérola para seus dois “tanques de resistência” nos topos da gama, SRX. A picape Hilux, atualizada no ano passado, continuou na proposta de ser um veículo desmembrado do SUV. O utilitário de caçamba tem 5.315 mm de comprimento, sendo 15 mm menor em relação à versão anterior.

Motorização

Nada mudou. Os motores são diesel e flex. A óleo é o 2.8 de 16V turbo de 177cv de potência a 3.400 rpm e caixa automática de seis velocidades nos modelos de tração integral. A Toyota também oferta o câmbio manual para as versões Standard Power Pack, Standard Narrow, Cabine Simples e Cabine Chassi.

O motor flex de duplo comando de válvulas VVT-i de 2.7 litros e 16V DOHC é exclusividade do mercado brasileiro e rende 163 cv de potência a 5.000 rpm no etanol, e 159 cv com gasolina. A caixa de transmissão é automática de seis velocidades.

Suspensão dianteira independente com mola helicoidal, na traseira eixo rígido com feixe de molas semielípticas. Freio a disco na frente e tambor atrás. A direção é hidráulica e os pneus são 265/60 no aro 18. Na SW, o sistema de freio é a disco nas quatro rodas.

Memória

A atual geração da Hilux começou a ser vendida no Brasil em novembro de 2015 e até junho já emplacou no mercado 126.994 unidades. Seu primo distante, SW4 iniciou a trajetória de vendas em fevereiro de 2016 e até junho já vendeu 44.393 veículos.

TABELA DE PREÇOS

HILUX DSL
GR-S Cabine Dupla 4×4 A/T: R$ 214.690
SRX Cabine Dupla 4×4: R$ 205.590
SRV Cabine Dupla 4×4: R$ 187.890
SR Cabine dupla 4×4: R$ 169.940
Cabine Simples STD Power Pack 4×4 M/T: R$ 149.705,00
Cabine Simples STD NARROW 4×4 R$ 147.205,00
Cabine simples STD 4×4 R$ 130.360,00
Chassi cabine simples 4×4 R$ 126.200,00

FFV
SRV Cabine Dupla 4X4 A/T: R$ 146.590
SRV Cabine simples 4X2 R$ 135.190
SR Cabine Simples 4X2 R$ 125.440
SR Cabine Simples 4X2 M/T R$ 119.940

SW4 DSL
SRX Diamond 7L A/T: R$ 279.990
SRX 7L R$ 268.890
SRX 5L R$ 262.590

FFV
SRV 7L A/T: R$ 191.240
SR 5L R$ 175.340
SR 5L M/T R$ 161.590

A3 SBD

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

300×250 NEO Blindados
RET Autoparvi Corolla
VW RET
A3 RET
A5 RET