Tiggo 8 Pro é híbrido e faz 42 Km/l de gasolina. No modo elétrico a autonomia é de 77,8 quilômetros

A CAOA Chery apresentou mais detalhes sobre a sua nova fase eletrificada para o mercado brasileiro. Serão quatro novos modelos híbridos e um elétrico que chegarão a partir do próximo mês com pré-venda iniciada hoje. O Tiggo 8 Pro plug-in e o sub compacto ICar já fizeram a sua estreia.

LEIA MAIS

+ CAOA CHERY LANÇA O EQ1 QUE DEVERÁ SER O ELÉTRICO MAIS BARATO DO PAÍS

O Tiggo de sete assentos foi a atração do dia com um acabamento primoroso e recebendo no pacote de tecnologia, o ADAS, com direito a controle de frenagem, faixa e faróis de leitura inteligente, por exemplo. Modelo manterá a convivência com a versão a gasolina 1.6 de injeção direta. O novo Tiggo 8 Pro utiliza a mesma configuração mecânica do Arrizo 6 Pro, 5X e do 7. A diferença é que eles são híbridos leves 48V enquanto o grandão é na tomada.

Fácil de carregar entre 3h e 6h, entre ter o wall box ou somente a tomada, o SUV também faz a estreia da tela de 24,5 polegadas a bordo. São três display e muita informação no console que dá a opção das escolhas do modo de condução normal ou esporte e 100% EV ou HEV.

Com tração 4X2, novas rodas aro 18 e roupagem que inclui grade dianteira, lanternas e assinatura visual, o utilitário esportivo em versão única é ofertado por R$ 269,9 mil. Praticamente R$ 50 mil em relação ao carro convencional. A CAOA Chery faz uma migração completa para o segmento do alto padrão com o novo Pro híbrido.

E por falar nos veículos híbridos, eles terão fabricação nacional enquanto os de motorização 100% elétrica serão importados. “Estamos liderando a virada tecnológica da nossa indústria com a complementação do nosso portfólio, seguindo a tendência global de carros verdes”, afirmou sorridente, Marcio Alfonso, vice-presidente de Operações da CAOA.

A montadora também está introduzindo a estratégia Q Power, apresentada globalmente pela Chery China e que envolve todos os tipos de motores a energia e é dividida em três vertentes: IQ, AQ e EQ.

O Brasil é o primeiro país a receber as tecnologias e inovações dessa nova fase. Referência mundial em energia limpa e renovável, com fontes hídricas, eólicas, solares e de biomassa, o país tem o cenário ideal para o desenvolvimento de novas formas de mobilidade, mais sustentáveis e econômicas.

O pequeno ICar

Ele deve, no mínimo, tornar o mercado dos elétricos de entrada mais “popular”. O primeiro produto da CAOA Chery chega às concessionárias no começo do próximo mês é o iCar, subcompacto de 3,2 metros e 100% elétrico, que aposta em um modelo urbano, de design diferenciado no segmento de entrada dos carros EVs comercializados no Brasil. A autonomia fica na faixa dos 286 quilômetros. A palavra versatilidade na cidade é chave. Em São Paulo, deverá funcionar bem como segundo carro. O elétrico não entra na zona do rodízio é esse estaciona fácil.

Lembro detalhes dos bancos de ajuste elétrico, regulagem de altura para o volante, espaço para quatro pessoas (mesmo no aperto atrás) e porta-malas que parte dos 100 litros sem o rebatimento dos bancos. O interior biton com tela vertical é um charme. Design que agradou em cheio.

A CAOA CHERY também começa a produzir, ainda neste mês, os primeiros carros nacionais com tecnologia híbrida 48V. Fabricados na planta de Anápolis (GO), o Tiggo 5x PRO Hybrid e o Tiggo 7 PRO Hybrid reunirão o pacote tecnológico, e de segurança, com a motorização híbrida flex. A mesma tecnologia híbrida 48V será implementada no Arrizo 6 PRO Hybrid, que a partir de agosto desembarca no Brasil.

Em agosto também será a vez do Tiggo 8 Plug-in Hybrid. O SUV com capacidade para até sete passageiros é o único modelo no Brasil a contar com uma transmissão híbrida dedicada (DHT) com dois motores elétricos e roda 77,8 quilômetros no modo limpo, 100% elétrico, e faz uma média de 42 Km/l.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade