Curiosidades

Salão de Xangai abre as portas. Confira as principais novidades

Depois de mais de um ano de pandemia, o mundo automotivo começa a voltar ao normal em todo o mundo. Prova disso é que o segundo maior evento automotivo da China, o Salão de Xangai abre as portas para as principais novidades sobre quatro rodas.

LEIA MAIS

+ Audi Q4 e-tron e Q4 Sportback e-tron são os primeiros SUVs elétricos da marca

Apesar das restrições por conta da pandemia, várias montadoras estão presentes no evento, que conta com todos os cuidados, como BMW, Mercedes-Benz, Ford, Nissa e Toyota. Mesmo com aposta no mercado chinês, alguns devem chegar também fora da Europa. Confira alguns.

Xangai foi o local escolhido para um dos principais lançamentos da BMW. A marca alemã apresentou o novo iX, além da última geração do BMW iDrive com novos serviços digitais para a China.

O iX é o primeiro BMW da linha a receber o novo sistema operacional 8 e a última geração do BMW iDrive, que transforma a interação entre o motorista e o veículo em uma experiência intuitiva e pessoal.

Além disso, o novo sistema operacional fornece a base para a integração de serviços digitais adicionais. Os destaques adicionais da marca em Xangai são a estreia mundial do Série 7 em edição especial e dois tons criado exclusivamente para a China, além da exibição do i4 M Sport totalmente elétrico.

Como já era de se esperar, a maioria dos modelos exibidos no Salão de Xangai são elétricos. Seguindo a tendência está o conceito da Toyota, o bZ4X. De acordo com a marca, serão sete modelos bZ, que equivale a beyond Zero, além do zero em tradução livre.

O conceito bZ4X é o primeiro apresentado como parte de uma estratégia de eletrificação global, com planos para expandir a gama no futuro, da montadora. A Toyota Austrália comprometeu-se hoje a cumprir também esta estratégia.

Audi A6

Para a Audi, como já era de se esperar, mais uma novidade elétrica. O novo A6, com motorização limpa, já tem até expectativa de chegar às ruas, em 2023. O modelo é responsável por iniciar a nova fase da marca.

Montado sobre a plataforma do grupo VW, a PPE (Premium Plataform Electric), o A6 é o primeiro produto da companhia nessa pegada. A plataforma foi desenvolvida em parceria com a Porsche e será utilizada, inicialmente, para produzir sedãs.

Confusão na Tesla

O estande da Tesla, no Salão de Xangai, protagonizou um episódio de protestos. Algo, no mínimo inusitado. Uma multidão se reuniu no espaço destinado à montadora, mas não com o intuito de ver as novidade e sim por um protesto.

A queixa partiu por uma mulher de Honã, no centro da China, que disse que seu modelo Tesla Model 3 apresentou uma falha nos freios. Esse problema quase resultou em um grave acidente que quase resultou na morte de toda a família da queixosa.

Mercedes-Benz EQS

A Mercedes-Benz apresentou o seu novo sedã 100% elétrico, o EQS. O modelo conta o novo MBUX Hyperscreen e ocupa a posição como topo de linha da montadora. Com um visual que lembra os gran turismo, o fastback conta com baterias de 107,8 kWh e pode ser recarregado em correntes de até 200 kW.

Nessas configurações, o EQS tem autonomia de até 770 km no ciclo WLTP e uma potência que chega aos 524 cavalos e 87,1 kgfm de torque, a depender da versão escolhida. De acordo com a Mercedes, a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 210 km/h.

A Honda apresentou novidades durante o Salão de Xangai. E, como era de se esperar, a marca também apostou nos elétrico. O conceito E: Prototype é o primeiro utilitário da montadora a ser apresentado com motorização elétrica.

Inspirado na nova geração do HR-V, apresentada no início do ano. A novidade será o primeiro elétrico da japonesa no mercado chinês, com estreia programada apenas para o próximo ano. A marca ainda confirmou o lançamento de mais nove modelos elétricos para a China até 2026.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Lista VIP

Assine nossa lista e receba notícias em primeira mão.