RR Cullinan: o superluxo chegou aos utilitários

A onda dos utilitários esportivos invadiu definitivamente todas as classes dentro do setor automotivo. SUVs de luxo já existiam, mas agora, marcas de superluxo e superesportivos entraram na tendência. Já é possível ver nas ruas, principalmente da Europa e Estados Unidos, modelos “off-road” da Maserati e Lamborghini. Quem aderiu ao movimento SUV foi a inglesa Rolls-Royce, que divulgou o seu primeiro utilitário, o Cullinan.

O modelo chega com medidas enormes de 5,341 m de comprimento, 2,164 m de largura, 1,835 m de altura e 3,295 m de entre-eixos, pesando 2.600 kg. O volume do porta-malas disponível alterna entre 600 e 1.930 litros (com bancos rebatidos).

O utilitário foi lançado com um motor V12 6.2 litros biturbo, que entrega 571 cv de potência e 86,4 kgfm de torque a 1.600 rpm. Montado sobre a plataforma “Architecture of Luxury”, o SUV foi produzido inteiramente em alumínio. A velocidade máxima é limitada a 250 km/h, mas os dados de aceleração (0 a 100 km/h) não foram divulgados.

Se por fora o modelo pode não despertar grandes paixões, afinal segue a linha “quadrada” dos britânicos da RR, é olhando o interior que seu coração vai palpitar. Mesmo que não tenha nascido para ser o mais luxuoso da família Rolls-Royce, o Cullinan impressiona pela tecnologia e, principalmente, pelos equipamentos voltados para o conforto. A segunda fileira de assentos pode dar lugar a dois bancos individuais, separados por um console-bar que comporta copos de uísque, uma caixa térmica e taças de champanhe. Mas o conforto também chega ao motorista, que conta com volante aquecido e os bancos dianteiro com ventilação (quente ou frio).

O Cullinan é esperado no Brasil no final deste ano. O preço oficial não foi divulgado, mas não espere nada longe dos R$ 3 milhões.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade