Lançamentos

Renegade ganhará motor 1.3 turbo no primeiro semestre de 2019

O que nós antecipamos na semana passada sobre a chegada do Jeep Renegade com motor turbo para duelar com o T-Cross no primeiro semestre de 2019 (veja aqui) foi confirmado por fontes da FCA (Fiat Chrysler Automobiles) ao jornalista Fernando Calmon, em colaboração para o UOL Carros. Segundo Calmon, o motor Firefly 1.3 turbo será inicialmente importado da Itália, podendo ser nacionalizado caso a demanda passe de 50 mil unidades por ano.

LEIA MAIS

+ O que esperar do segmento dos SUVs com a chegada do Volks T-Cross em 2019

+ Com o T-Cross, a Volks entra no disputado mercado dos SUVs compactos no Brasil

+ Conheça o Renegade Willys, versão limitada apresentada no Salão do Automóvel

+ Renegade 2019 é apresentado com novidades no estilo, tecnologia e com porta-malas maior

Na Europa, essa motorização de quatro cilindros tem duas versões, de 150 cv e de 180 cv, movidos a gasolina. A princípio, será importado a versão com menos potência exclusivamente para o Jeep Renegade, que ficaria no lugar do atual 1.8 flex de 139 cv/135 cv. Já o motor mais forte chegaria em um segundo momento para substituir o Tigershark 2.0 flex do Compass (186/174 cv).

A partir das versões Longitude, o Novo Renegade 2019 passa a contar com a maior tela multimídia da categoria, de 8,4 polegadas. Ela faz parte do mesmo sistema Uconnect aplicado no “irmão maior” Jeep Compass, outro sucesso sem paralelo no segmento. Dessa forma, é possível parear o smartphone por meio das interfaces Android Auto e Apple Car Play, para acessar pelo monitor do veículo aplicativos de navegação, como Google Maps e Waze e de música, a exemplo do Spotify e Deezer, apenas para citar alguns.

O Uconnect 8,4” permite ainda acessar as funções do ar-condicionado remotamente, por toques no monitor ou por comandos de voz. Por sinal, o tempo de resfriamento da cabine, em qualquer versão, ficou 20% mais rápido, graças a melhorias no sistema.

1 Comentário

Clique para inserir um comentário

  • Há erro na matéria e confesso que a notícia, cuja fonte é o Calmon, não ponho fé, porque vai contra certas lógicas.

    Os dados de cavalaria citados no motor 2.0 do Compass são na verdade do 2.4 utilizado no Toro. O Compass não utiliza o 2.4 no mercado nacional por motivos tributários, mas é exportado com este sem ser flex.

    O 1.3 Turbo da FCA foi apresentado com 150cv e 180cv. O primeiro em tese substituiria o 1.8 E_torQ enquanto o segundo os dois Tigershark (2.0 e 2.4). Há, ainda, o 1.0 turbo com 120cv, que aqui sendo flex, poderia entregar valores compatíveis com o 1.0 TSI da VW que concorre com o 1.8 E-torQ do Argo e do Cronos.

    Não vou entrar no mérito de como a FCA poderia utilizar os motores turbo, mas na informação dita pelo Calmon, que esta última semana li em outras mídias que os motores turbo só viriam em 2020 com produção nacional e a fonte é executivo da empresa.

    A importação não faria sentido porque há a questão cambial; a demanda porque os aspirados 1.8 e 2.0 do Compass, Toro e Renegade são a maior parcela das vendas; o preço final tenderia a ser pior que produzido aqui no país.

    Além disso, a importação traria motor flex? Já questionaram anteriormente sobre a FCA não ter ofertado os T-Jet Multiair via importação ainda que em versões específicas tipo a Limited no Renegade e no Compass. Trazer o motor sem ser flex e depois produzir aqui como flex é queimar o filme e se o executivo já disse que a oferta é viável tanto que aguardam os fins dos testes aqui para começar a produção, é melhor esperar por isso a importar.

    Por fim, cansei de ver informações que não viraram realidade divulgadas pelo Calmon. O que soa mais estranho nessa notícia é que por aqui em PE não há indícios que a FCA esteja testando o novo motor turbo flex ou mesmo o modelo importado para avaliar ajustes e poder ser homologado. Dizer que simplesmente importarão o motor para oferta no primeiro semestre sem indícios de testes…

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

RET Audi Junho
300×250 NEO Blindados