Renegade 2019 tem preço definido para a versão Sport 1.8 AT6, que ficou mais barato

O Renegade 2019 já tem a primeira informação oficial confirmada pela Jeep e ela é boa para o consumidor. A montadora confirmou que a versão Sport 1.8 com câmbio automático de seis velocidades ficou mais barata. O preço será de R$ 83.990, ou seja, R$ 8 mil mais barato que os R$ 91.990 cobrados na tabela cheia da linha 2018. (Veja nova tabela de preços aqui)

Esse preço de R$ 91.990 divulgado pela Jeep é, porém, bem diferente do que é mostrado no site da montadora. Lá, o preço de partida do Sport 1.8 AT6 é de R$ 85.490, o que reduziria o “desconto” do Renegade 2019 para R$ 1.500 e não R$ 8 mil. A explicação é que, quando a Jeep fala em “tabela cheia”, refere-se ao valor que era cobrado pela versão sem os descontos de “fim de estoque”.

A montadora não confirmou, porém, os itens de série que virão com essa versão. O Renegade 2019 será lançado oficialmente nesta quarta-feira (17) na Bahia. Nossa equipe estará lá e passará todas as informações em tempo real, a partir das 20h.

As mudanças no estilo serão poucas. Os para-choques dianteiros deverão ser padronizados nas versões Flex e Diesel. Com isso, o ângulo de ataque, que sempre foi melhor nos modelos 4×4 diesel, agora será igual para todos. A grade frontal tem novo desenho, como também os faróis e lanternas (LED). Há ainda uma nova maçaneta para a tampa do porta-malas. É tudo muito discreto, mas o conjunto todo (na dianteira) dará um visual mais “encorpado” ao jipinho. Há também novas rodas para as versões Longitude e Trailhawk.

No interior, a principal novidade é a nova central multimídia Uconnect. Dependendo da versão, a tela sensível ao toque será ofertada nos tamanhos de 5’’, 7’’ e 8,4’’ polegadas. Essa última é a mesma que equipa o irmão maior, o Compass, que já chegou na linha 2019.  Ela tem sistema Google Android Auto e Apple Car Play. Além disso, tem GPS e câmera de ré.

A mecânica segue a mesma (por enquanto), com os motores 1.8 flex de 139 cv com transmissão automática de 6 marchas e o 2.0 turbodiesel de 170 cv e câmbio automático de 9 velocidades.

A expectativa é que a versão 1.3 turbo que pode entregar entre 150 cv e 180 cv chegue ao Brasil em 2019. Essa motorização já existe em outros mercados e está sendo adaptada para ser “beber” gasolina e etanol (flex).

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade