Lançamentos

Renault Captur agora turbo com 170 cavalos de potência

A Renault apresentou o novo Captur 2022 para o mercado nacional. O modelo recebeu atualizações no design, um novo motor turbo TCe e  mais facilidades que ajudam na condução do utilitário. Os preços são: R$ 124.490 para a Zen, R$ 5 mil no Intense e 138.490 para a versão Iconic, do nosso teste drive.

LEIA MAIS

+ Renault apresenta o novo Zoe E-Tech 100% elétrico com mais autonomia

O que faltava chegou? Sim. O motor mais forte. O SUV está de turbo TCe (Turbo Control Efficiency) 1.3 flex de 170 cavalos de potência e generosos 27,5 quilos de torque, o maior do segmento. Esquema todo associada à transmissão automática CVT Xtronic. O SIV francês feito no Paraná ficou divertido. Bom mesmo. Dá para sorrir quando você acelera.

Mudou para melhor no visual ou você estava esperando o modelo que circula na França por aqui? O facelift foi discreto e elegante. Observe que o para-choque traz elementos modificados como a nova luz diurna DRL em LED que emoldura os faróis de neblina, também em LED, a função auxiliar em curvas. Ficou legal.

Os faróis full LED na versão mais completa, Iconic completam a assinatura. A grade está mais larga e recebeu detalhes cromados. O modelo também ganhou novo ski dianteiro com entrada de ar. As rodas de 17 polegadas com pneus 215/60 também são novas.

E por dentro?
Mais novidades e bem renovada. O que era totalmente plástico virou de lado. A configuração topo de linha ganhou a opção biton na cabine com a combinação da cor marrom Castanyera. O acabamento mistura detalhes em black piano com cromados, como ao redor do sistema multimídia e saídas de ar. O painel está soft touch carona, em boa parte.

A central multimídia com tela de oito polegadas, por sua vez, recebeu melhorias para ficar mais rápida e intuitiva, com espelhamento de Apple CarPlay e Android Auto, e sistema Multiview, com quatro câmeras. O equipamento conta ainda com câmera de ré, mais auxílio de estacionamento com imagens frontais e laterais.

Mãos ao volante e manobras mais fáceis. A direção elétrica era outro item em falta com novo volante que oferta ajustes de altura e profundidade, além de comandos iluminados do “piloto automático” (que nada mais é do que o regulador e limitador de velocidade) e do comando de voz.

Para a Iconic foi disponibilizado o teto preto, e o sistema de som Bose, com seis alto-falantes, subwoofer no porta-malas e amplificador digital exclusivo. Um capítulo à parte para quem gosta de música. O cliente Zen e Intense, dos outros modelos deverão se contentar com o áudio sem assinatura. Não deu para avaliar os dois modelos.

Para a comodidade, o apoio de braço agora é integrado ao console, que foi todo redesenhado e ganhou novos porta-copos. O botão de partida tá lá assim como a tecla que inibe o start stop. Você pode esticar a peça e ficar no modo poltrona confortável para dirigir. Na parte de trás, os passageiros agora contam com duas saídas USB para carregamento dos celulares.

A Renault também apostou em itens de tecnologia e segurança, como partida do motor à distâncias graças à chave hands free, meio complicado ligar mas funciona. O toque na chave cartão permite ainda climatizar o interior antes mesmo de entrar no veículo, além de sensor de ponto cego nos retrovisores, que indica, por exemplo, a presença de uma motocicleta ou automóvel fora do campo de visão.

Para que gosta de conforto, o Captur conta com 4,38 metros de comprimento e 2,67 metros de entre eixos. O porta-malas tem capacidade para 437 litros, o maior da categoria. E pode apostar em uma suspensão independente mais amiga do condutor, no SUV mais silencioso e divertido de dirigir. Como ficou bom esse Renault.

ME CONHEÇA MAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Lista VIP

Assine nossa lista e receba notícias em primeira mão.