Renault apresenta versão ainda mais nervosa e bonita do esportivo Mégane RS

O esportivo que é sonho de consumo de muitos brasileiros, mas que nunca deverá pintar por nossas ruas acaba de ganhar uma versão ainda mais apimentada. Um ano após seu lançamento na Europa, o Renault Mégane RS recebe agora a assinatura Trophy, o que garantiu alguns cavalinhos a mais sob o capô.

Comparando com o Mégane RS “normal”, o Trophy aumentou a potência do motor de 1.8l turbo em 20cv (para 300cv) e incrementou 3 kgfm ao torque, chegando agora a brutais 42,7 kgfm de força bruta. Para alcançar estas melhorias, os engenheiros da Renault concentraram as atenções na eficácia do turbocompressor, recorrendo a uma tecnologia utilizada na Fórmula 1.

Para complementar as alterações no turbo, o novo Renault Mégane RS Trophy adotou uma nova linha de escape. Melhorando o desempenho do motor, este componente integra, no bojo do espacamento, uma válvula mecânica que influencia a sonoridade. Funciona da seguinte forma: quando a válvula está fechada, os gases de escape seguem uma trajetória delimitada de forma a filtrar as baixas frequências, que originam o som “rouco”. Assim, o ronco fica mais confortável para uma utilização diária do automóvel. Quando a válvula está aberta, a menor resistência à passagem dos gases permite que os mesmos efetuem um trajeto mais direto. “Abrem-se os pulmões”, e todo o potencial esportivo do motor fica bem audível.

As alterações estéticas passam pelas listras alusivas à versão Trophy, inspiradas no F1, e o desenho específico das rodas de 19”. O interior inclui novos bancos Recaro, sendo que a estrutura do banco do condutor foi desenvolvida para transmitir uma atmosfera ainda mais esportiva. Estes assentos são revestidos por tecido Alcântara.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade