Qual sedã se deu melhor no primeiro semestre, Cronos ou Virtus?

A primeira metade do ano acabou e alguns duelos no setor automotivo corresponderam às expectativas, com disputas acirradas em alguns segmentos. Entre os sedãs compactos, dois modelos lançados neste ano nasceram para duelar pelos mesmo clientes. Estamos falando de Fiat Cronos e Volkswagen Virtus. Os dois foram lançados entre janeiro e fevereiro e já se destacam nas vendas.

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), entidade que representa os concessionários de automóveis no Brasil, classificou os dois modelos em categorias diferentes, mesmo que sejam rivais declarados pelas próprias marcas. O Fiat Cronos aparece na categoria de sedãs pequenos, segmento liderado pelo Chevrolet Prisma, enquanto o Virtus lidera o segmento dos sedãs compactos.

No primeiro semestre de Vendas, o Virtus se deu bem melhor que o Cronos. Enquanto o sedã da Volks emplacou 16.937 unidades, o modelo da Fiat ficou com 11.185 emplacamentos. Para fortalecer seu modelo nessa disputa, a Fiat tem mantido o preço do Cronos bem abaixo do Virtus em suas versões de entrada. Enquanto sedã italiano parte de R$ 54.990 com motor 1.3 e câmbio manual, o alemão, que partia de R$ 59.990, aumentou para R$ 61.390 para a versão Comfortline puxada pelo motor MSI 1.6 e transmissão também manual.

Nas versões topo de linha, a diferença de preços se mantém. Com todos os opcionais incluídos e cor metálica, o Virtus Highline chega a R$ 88.149 com motor 200 TSI (128 cv e 20,4 kgfm) e câmbio automático de seis velocidades. Já o Cronos “completão” fica por R$ 82.220 puxado pelo velho conhecido motor 1.8 de 139 cv e 19,2 kgfm de torque, com transmissão automática de seis marchas.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade