Publicidade

Novo HB20: veja os preços e o que mudou no compacto da Hyundai

Publicidade

A Hyundai lança a nova geração do HB20, que tira de cena o polêmico visual apresentado em 2019. O HB completa 10 anos de história e agora sim: vai chamar a atenção pelo novo design e uma pegada mais premium. A dianteira de nova grade frontal, faróis com DRL de série, para-choque que agora abriga as luzes de seta, e para-lamas e capô mais horizontais. Acabou o que você chamava no passado de estranho, feio, diferente. Mas vale lembrar que com tudo isso, o compacto terminou 2021 como líder de vendas entre os automóveis de passeio. Versões chegam às revendas na primeira semana de agosto.

LEIA MAIS

+ HYUNDAI APRESENTA PRIMEIRAS IMAGENS OFICIAIS DO NOVO HB20

E o que mudou?
As mudanças impactaram no tamanho do veículo que aumentou 75 milímetros no comprimento, sendo 50 mm no balanço dianteiro e 25 mm no balanço traseiro. Na lateral, o destaque fica por conta das novas rodas de liga leve de 16″ com acabamento diamantado para o topo da gama, da apresentação na pista do circuito Panamericano, na cidade de Elias Fausto, interior de São Paulo.

A traseira recebeu lanternas integradas que cruzam o carro de lado a lado. Melhor de perto comparado ao carro da fotografia. O para-choque ganhou elementos em preto fosco, lanternas em LED, luzes de seta e de ré posicionadas nos para-choques e tampa do porta-malas maior.

A cabine, na versão hatch Platinum Plus, mostra os bancos com uma mistura de couro e tecido pretos com outros elementos revestidos em couro. Eu gosto e ainda destaco o que ele entrega como produto de tecnologia.

A Hyundai apostou em segurança com as seis bolsas infláveis mais todo o pacote sensorial do veículo. O ADAs foi aperfeiçoado. Ou melhor traduzindo: o Advanced Driver Assistance Systems ou, “Sistema de Assistência ao Condutor” evoluiu ao ponto de detectar e parar o carro na marcha ré em caso de cruzamento de obstáculos (nunca mais colida de ré), sensor de permanência de faixa, de ponto cego e frenagem de emergência testado a 50 Km/h a parada acontece na hora.

Outras mudanças estão associadas a conexão Bluelink, reconhecimento de voz e possibilidade de conectar o Android Auto e Car Play sem fio. E o Bluelink será gratuito por três anos, inclusive retroativo para quem comprou o HB20 com o recurso no ano passado.

O novo cluster, disponível a partir da versão Platinum, é um painel de instrumentos totalmente digital, colorido, interativo e personalizável, que disponibiliza três opções de cor de fundo para escolha do motorista, que ajusta o volante em altura e profundidade. No turbo troque de marcha sem tirar as mãos da direção.

Com o recurso de partida remota, as configurações Platinum e Platinum Plus podem ter motor e climatizador ligados à distância. O sistema Stop & Go (ISG) está lá e continua chato, mas você pode desligar na tecla que fica no painel do lado esquerdo.

Também encontrei no HB, a opção de carregamento por indução (sem fio) da bateria do celular no console central, logo abaixo dos comandos do ar-condicionado. E carregou sem desconectar com o movimento o IPhone 13 Pro.

O novo HB20 ainda dispõe de assistente de saída segura (SEW), sistema de alerta e frenagem autônomos (FCA), alerta de presença nos bancos traseiros (ROA), detector de fadiga (DAW), o farol alto adaptativo (HBA) e o monitoramento de pressão dos pneus (TPMS).

Novidades na mecânica?
Não vi isso. O HB de 4,015 metros de tamanho disponibiliza o motor três cilindros aspirado com 80 cavalos de potência, um litro e 10,2 quilos de toque a 4,5 mil rpm. A caixa manual com cinco marchas a frente e uma a ré equipa os modelos Sense e Comfort na rodagem aro 14 e 15 polegadas. O freio são discos na dianteira e tambor (sem noção, coisa antiga) na traseira. O tanque tem volume de 50 litros e o porta-malas de 300l.

O 1.0 turbo GDI gera 120 cv com 17,5 quilos, divertido, rápido, já coloca o carro para gerar aos 1.500 rpm. Mecânica que oferta opção de câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas. A máxima desse carro é de 190 Km/h contra os 160 Km/h do três cilindros aspirado. 0 a 100 Km/h aqui é em pouco mais de 9 segundos.

Na pista, suspensão firme e capacidade de frenagem bem justa. A crítica vai em cima do tambor traseiro e acho que a Hyundai também deveria rever isso mas a régua do custo prevalece nesse caso é a engenharia faz a defesa da segurança. Dirigir o HB novo, com direção elétrica, ajustada em altura e profundidade, da sempre um sinal que estou conduzindo um carro dinâmico e que se adapta ao estilo de condução do motorista de forma fácil.

Confira os preços do hatch:

Sense 1.0 MT – R$ 76.690
Comfort 1.0 MT – R$ 79.990
Limited 1.0 MT – R$ 85.490
Comfort TGDI MT6 – R$ 93.790
Comfort TGDI AT – R$ 99.390
Platinum TGDI AT – R$ 105.390
Platinum Plus TGDI AT – R$ 114.390

HB20 S em setembro

A Hyundai guardou a cereja do bolo para o mês de aniversário da marca no país, em setembro. O HB20 S (sedã) vai entrar em cena, ligeiramente mais robusto, comparado ao modelo que sai de linha e abandona de vez o visual polêmico de frente nada sedutora.

Além de todos os atributos do hatch, o HB S tem rodagem exclusiva, porta-malas com abertura por aproximação e as lanternas traseiras ligadas pela faixa de LED que acende unindo as peças.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade