Novo Audi RS6 seria a prova cabal de que perua é melhor que SUV?

O sucesso dos SUVs é mundial. O segmento avança a largas braçadas e, em alguns mercados, como o brasileiro, acabou dominando o espaço de outras categorias de veículos. Por aqui, já vimos a “morte” (ou quase isso) das minivans (monovolumes), dos hatches médios e, principalmente, das stations wagon, ou peruas. Até mesmo o imponente segmento dos sedãs médios está sob risco de serem trocados pelos grandalhões de salto alto.
Entretanto, de outros mercados do mundo nós recebemos alguns sinais de que há resistência na defesa do asfalto como, por exemplo, o que a Audi mostrou com a nova geração daquela que é a perua mais veloz do planeta. O RS6 Avant conseguiu ficar mais potente com o motor V8 também usado pela Lamborghini e mais eficiente, graças ao sistema híbrido leve.

Seria essa máquina a prova de que as peruas são melhores que os SUVs? Isso vai do gosto de cada um. Até porque, também temos no mercado utilitários esportivos fantásticos, como por exemplo o Lamborghini Urus, que usa o V8 da mesma família. É tudo uma questão de gosto e de bolso.

O novo RS6 Avant é cotado para chegar ao Brasil no primeiro semestre de 2020 e o preço deve ficar na casa (ou seria mansão?) dos R$ 700 mil.

LEIA MAIS

+ Aceleramos o poderoso Audi Q8, SUV de meio milhão de reais

+ Novos A4 Avant e A5 Sportback S-Line são apresentados pela Audi no Brasil

O estilo da carroceria, que é único neste segmento, atrai olhares desde o momento em que você vê o novo Audi RS6 Avant. O modelo RS esportivo apresenta um projeto enfaticamente diferenciado comparado ao modelo base do A6 Avant. Com exceção das portas dianteiras, teto e tampa traseira, o exterior é composto unicamente de peças específicas do RS. A carroceria, que foi ampliada por volta de 40 milímetros em cada lado, com seus largos arcos das rodas, enfatiza o toque esportivo e o caráter distinto da Avant de alto desempenho.

O novo RS6 Avant é um dos primeiros modelos Audi Sport a apresentar a nova linguagem de desenho RS. A dianteira toda é diferenciada ao máximo, fornecendo um visual distinto dentro da linha de modelos A6. Além do novo capô, junto com o teto elétrico, o RS6 Avant também adota os faróis da linha de modelos A7. Eles vêm não somente com uma expressão mais plana e esportiva, mas oferece também a opção dos faróis de laser RS Matrix LED com frisos escurecidos. Similar às luzes traseiras em LED, eles apresentam indicadores de direção dinâmicos junto com o sequenciamento específico do RS quando o veículo é travado e destravado.

A estrutura tridimensional em colmeia dentro da grade Singleframe tem acabamento em preto brilhante. Em combinação com a geometria muito mais plana e ampla, isto reforça o visual atlético do RS6 Avant. O contorno da Singleframe e o logotipo quattro no para-choque foram eliminados. Abaixo dos faróis de LED padrão, entradas de ar laterais abrem sobre o impressionante novo para-choque e se estendem quase na borda inferior dos faróis. Os projetistas tiraram sua marca da frente do supercarro Audi R8.

Mais potente

O motor 4.0 TFSI do novo Audi RS6 Avant entrega 600 cv e 81,6 kgfm de torque, que é mantido neste alto nível entre 2.100 e 4.500 rpm. A perua de alto desempenho acelera de zero a 100 km/h em apenas 3,6 segundos. Em somente 12 segundos, o RS6 Avant atinge 200 km/h. A velocidade máxima é controlada eletronicamente em 250 km/h. Com o pacote Dynamic opcional, a perua RS atinge até 280 km/h ou até mesmo 305 km/h com o pacote Dynamic plus.

Graças ao sistema elétrico principal de 48 Volts o V8 turbo combina o desempenho máximo com alta eficiência. Um motor de partida com alternador de correia está no coração do sistema híbrido leve (MHEV). Até 12 kW de potência podem ser recuperados durante uma desaceleração leve e armazenados em uma bateria separada de íons de lítio. Se o motorista tirar o pé do acelerador em velocidade entre 55 e 160 km/h, a gestão de tração seleciona uma das opções: Dependendo da situação de condução e ajuste no Audi drive select o novo RS6 Avant recupera energia ou roda até 40 segundos com o motor desligado. Pressionar o acelerador faz o motor de partida com alternador reiniciar o motor. A tecnologia MHEV permite o funcionamento start/stop em velocidades de até 22 km/h.

O sistema cilindro sob demanda (COD) também está a bordo como outro componente de eficiência. Com carga e velocidade baixa a intermediária, ele desativa os cilindros 2, 3, 5 e 8 nas marchas altas, desligando a injeção e a ignição e fechando as válvulas de admissão e escape. No funcionamento de quatro cilindros os pontos operacionais nos cilindros ativos são deslocados em direção às cargas altas, em áreas do mapa característico com maior eficiência, enquanto os cilindros desativados funcionam grandemente sem perdas, como molas a gás. Quando o motorista pressiona o pedal do acelerador, eles são reativados instantaneamente.

Para toda essa eficiência o 4.0 TFSI desenvolve um som esportivo e volumoso de um V8. O motorista pode influenciar o som do motor usando o sistema Audi drive select. O sistema de escape esportivo opcional RS com as ponteiras dos canos de escape pretas garante uma experiência sonora esportiva ao máximo. Nos modos RS1 e RS2 passíveis de personalização, o cliente decide se o som deve ser esportivo ou balanceado.

O tiptronic de oito marchas padrão, com as mudanças de marcha otimizadas e uma nova função Controle de Partida transmite a potência do 4.0 TFSI à tração permanente nas quatro rodas quattro. As forças de tração são distribuídas aos eixos dianteiro e traseiro em proporção de 40:60 via diferencial central todo mecânico. Se uma roda derrapar, automaticamente mais torque de tração é direcionado ao eixo com melhor tração. Até 70% pode fluir para as rodas dianteiras e até 85% para as rodas traseiras.

Ainda mais ágil: a suspensão

No novo RS6 Avant, os eixos dianteiro e traseiro usam um projeto five-link (cinco braços) para manusear separadamente as forças induzidas longitudinal e transversal. As articulações e estruturas secundárias são feitas em grande parte de alumínio. A largura da bitola é 1.668 milímetros na frente e 1.651 milímetros na traseira.

A suspensão adaptativa a ar do RS com amortecimento controlado foi ajustada especificamente para RS e fornece, graças ao novo módulo de mola a ar com 50% de taxa da mola a mais, uma velocidade máxima de 305 km/h pela primeira vez em conjunto com o pacote Dynamic plus. Ela pode ser ajustada em diversos modos e inclui o controle automático de nível. A carroceria do novo RS6 Avant é 20 milímetros mais baixa do que o Audi A6 Avant com suspensão padrão e em velocidade de 120 km/h ou mais, ele abaixa mais 10 milímetros. O modo elevado aumenta a altura do veículo em 20 milímetros em baixa velocidade. A atuação muito ampla da suspensão a ar esportiva RS oferece ao motorista livre escolha entre conforto para longas distâncias e máximo desempenho.

A suspensão esportiva plus RS com Dynamic Ride Control (DRC) está disponível como alternativa. Ela usa molas de aço e amortecedores ajustáveis de três estágios, que são conectados entre si via linhas diagonais de óleo e uma válvula central. Em curvas em velocidades, as válvulas regulam o fluxo de óleo no amortecedor da roda dianteira com a mola defletida na parte externa da curva. Elas aumentam o suporte fornecido e reduzem a inclinação e os movimentos de rolagem. Isto permite a melhor aderência do RS6 Avant ao pavimento e melhora a manobra. Uma nova geração de amortecedores com válvula de controle integrada garante diferença muito mais perceptível entre os modos individuais do sistema Audi drive select.

O novo RS6 Avant tem instaladas como padrão rodas de liga leve de 21 polegadas no projeto estrela de 10 pontas, equipadas com pneus de tamanho 275/35. Está disponível como opcional uma roda específica do RS com 22 polegadas no projeto trapezoidal de 5 raios em V, equipada com pneus de tamanho 285/30, nas cores prata, visual titânio fosco, acabamento alto brilho e preto antracita brilho. As pinças do sistema de freio de aço do RS com discos ventilados e perfurados (420 milímetros na frente, 370 milímetros na traseira), são pintadas em preto como padrão e estão disponíveis opcionalmente em vermelho.

Com os freios de cerâmica RS opcionais, as pinças vêm à escolha em cinza, vermelho ou azul. Os discos medem 440 milímetros na frente e 370 milímetros na traseira. O sistema de freios de cerâmica do RS recém-desenvolvido pesa cerca de 34 kg menos do que o freio de aço, reduzindo assim as massas não suspensas. O Controle Eletrônico da Estabilidade (ESC) apresenta um modo esportivo ou pode ser totalmente desligado.

Esportivo e variável: o interior

O projeto interior pioneiro é acentuado com sua orientação ao motorista e os apliques em alumínio antracita destacam o caráter esportivo do novo RS6 Avant. Com seu alinhamento horizontal e sua estrutura em camadas e tridimensional, o painel de instrumentos parece leve e intuitivo. A interface do usuário com o sistema operacional totalmente digital se harmoniza com o projeto limpo do painel preto. O display superior MMI touch response está incorporado quase invisivelmente na arquitetura do painel preto. O display “RS Monitor” fornece ao motorista a opção de ter o display superior fornecendo uma visão geral da condição da temperatura dos componentes de tração, os números máximos de aceleração “G” junto com informação sobre a pressão e temperatura dos pneus.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade