Nós testamos

Tecnologia destaca a Nissan Frontier no concorrido mercado de picapes

Assim como os SUVs, as picapes têm um segmento bastante concorrido no mercado nacional. Para se destacar nele é preciso inovação. E é nisso que a Nissan aposta com a nova Frontier, agora produzida na Argentina. A 12ª geração da picape tem muita tecnologia embarcada e itens exclusivos no segmentos. Nós testamos a versão topo de linha da Frontier, a LE, e nos impressionamos com a desenvoltura da picape na estrada.

LEIA MAIS

Nissan anuncia no Salão do Automóvel o preço da linha 2019 da Frontier

Nissan Frontier passa a ser produzida na Argentina e vai ganhar novas versões

Reconhecida por sua força, a atual geração da Nissan Frontier apresenta como um dos seus destaques a estrutura ainda mais resistente do que a da anterior, com um chassi reforçado, quatro vezes mais forte, ao mesmo tempo em que é mais leve e eficiente. A picape conta também com equipamentos inéditos para o segmento como os bancos “Gravidade Zero”, baseados na tecnologia desenvolvida pela NASA para eliminar a fadiga e melhorar o conforto para o condutor, e a Visão 360º com Sistema de Câmeras Inteligentes, além de muita tecnologia e segurança com os controles de tração e estabilidade (VDC – Vehicle Dinamic Control); freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); controles automático de descida (HDC) e auxílio de partida em rampa (HSA), luz de freio de LED (CHMSL), luzes diurnas (DRL) e muitos outros.

A soma de todas essas letras dos sistemas de segurança e tecnologia pode ser sentido quando colocamos a Frontier na estrada. O conforto é tamanho que a sensação é que estamos dirigindo um carro de passeio. Nem mesmo o barulho característicos do motor a diesel invade a cabine e a posição de dirigir é facilmente ajustada pelos controles elétricos no banco e pelo ajuste da direção.

Testamos a Nissan Frontier LE

Fazer uma viagem de três horas ou mais em uma picape era, até pouco tempo atrás, sinônimo de sofrimento para as costas. Na Frontier, o banco com sistema “Gravidade Zero” faz você chegar ao seu destino como se tivesse dirigido por apenas uns minutos. Esse sistema, baseado na tecnologia desenvolvida pela NASA para eliminar a fadiga e melhorar o conforto para o condutor, realmente faz diferença para que pega a estrada.

Outro diferencial da Frontier que facilita e muito a vida dos “picapeiros” é a câmera 360º. Estacionar picapes sempre foi um pesadelo, principalmente em vagas apertadas, como em shopping center ou supermercado. Com esse sistema, auxiliado com os sensores de estacionamento, você tem uma visão completa de cada ângulo do utilitários, podendo identificar claramente a distância que você está dos carros ao lado ou de um meio-fio, por exemplo. A Nissan acertou em cheio ao levar essa tecnologia do Kicks para sua picape.

Câmara 360 graus facilita muita na hora de estacionar uma picape

A Frontier conta ainda com o sistema Multi-App, central multimídia que facilita toda a conexão com redes sociais e instalação de aplicativos, e conexão via bluetooth, que possibilita ligações, visualização de contatos, serviços de música por streaming e muito mais. Tem ainda, na versão que testamos, ar-condicionado digital de duas zonas. Além disso, possui, por exemplo, faróis automáticos, sensor crepuscular e função de temporizador Delay Timer, que auxilia o motorista para uma condução mais segura em situações de baixa luminosidade, principalmente durante a noite. O teto solar também é outro diferencial da picape.

E a Nissan Frontier é mais do que força, por isso uma combinação de tecnologias permite extrair o máximo em desempenho no fora-de-estrada e garantir uma condução confortável, enquanto itens inéditos para o modelo estão a serviço do condutor. Entre eles, o Controle Automático de Descida (HDC) e o Sistema de Auxílio de Partida em Rampa (HSA). Ambos sistemas atuam automaticamente nos freios do veículo para controlar descidas íngremes ou saídas do carro da imobilidade em subidas.

A linha da Nissan Frontier conta com quatro versões – S, Attack, XE e LE, todas com cabine dupla e equipadas com o moderno motor diesel 2.3 com duplo turbo, que pode desenvolver 160 cavalos ou 190 cavalos com uma ou duas turbinas, respectivamente, e tração 4×4. São duas opções de câmbio: manual de seis velocidades e automático de sete marchas.

* Por Bruno Vasconcelos

SBD Audi Junho

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

RET Audi Junho
300×250 NEO Blindados