Mustang Mach-E nasce como SUV 100% elétrico e esportivo da Ford

Los Angeles – Um Mustang que liga na tomada. Quem diria? Nem Henry Ford, acredito. A Ford, em uma jogada ousada, esportiva e dinâmica faz a première do Mustang no mesmo local que lançou a atual geração do Muscle Car, em maio de 2014 e eu estive aqui, em Los Angeles, para ver de perto essa virada de página que vai trazer o Mach-E.

O novo Musta 100% elétrico chegará em cinco versões iniciais, a temporária First Edition mais quatro modelos que inclui a GT. O carro que desembarca na Europa e Estados Unidos no segundo semestre do próximo ano mas também será vendido no Brasil e acredito que somente em 2021. A produção do México com acordo de livre comércio com o país é o passaporte dessa que é a primeira ampliação da família Mustang em 55 anos.

No primeiro Salão de Detroit, Henry Ford disse que estava trabalhando em algo que teria o impacto de um raio”, disse Bill Ford, presidente do Conselho da empresa. Era o Modelo T. “Hoje, a Ford se orgulha de novamente apresentar um carro que tem a potência de um raio: o novíssimo Mustang Mach-E elétrico. Um carro rápido, empolgante e um símbolo de liberdade para a nova geração de fãs do Mustang.”

Segundo a Ford, o novo Mach-E foi criado pensando nas necessidades e desejos dos consumidores, o resultado é um SUV que proporciona uma direção inspirada em nada comportamental. O carro por fora é irretocável e por dentro com uma super tela central de 15,5 polegadas que impressiona no modo Tesla. Se quiser comparar. São dez alto falantes Bang Olufsen é um sistema de som irretocável.

As funções são de aplicações diretas e intuitivas com único botão de controle do volume, por exemplo. As demais (inúmeras) são touch e na peça que promove a quarta geração do Sync, o ícone do Alexa entre os 25 apps que podem ficar na tela inicial, vai garantir comunicação em 55 línguas significando comando de voz ativo para inteligência artificial. O March-E goza de tecnologia que entende o dia a dia do motorista e sugere as suas músicas preferidas e o modo de condução, direção mais atrevido ou não. Tem ainda um aperfeiçoamento do Ford Pass, que funciona como um concierge na palma da mão do cliente.

Quer escolher o dinâmico e sem controle? Vá nessa porque existe o modo Unbridle – literalmente nervoso. O SUV de bateria padrão ou de longo alcance e tração traseira ou nas quatro rodas, acionada por motores de ímã permanente tem uma autonomia de 480 km. Na versão com tração integral, a potência estimada é de 336 cavalos e torque de 57 kgfm.

Mas espere mais um pouco porque a aceleração de 0 a 100 km/h é alcançada em três segundos, são números de 911 para o Mustang Mach-E GT Performance Edition. O outro GT, por exemplo, vai levar um segundinho a mais. Brincadeira. Ambos (GT) terão potência estimada de 465 cv e torque de 84,6 kgfm.

No visual leve semelhança com o coupé. Sinais de identidade com pegada traseira de lanternas com alertas sequenciais e divididas em partes. Na frente, o símbolo do Pônei Car com o capô se transformando em um segundo porta bagagem. Cabe uma mala de bordo. O acesso é feito pelo código número, como no Fusion. Pode deixar a chave dentro dele e travar o veículo que dispensa maçanetas externas e por botões você abrirá as portas.

Em questão de tamanho, o Mach-E não deixa a desejar e vai concorrer com o Jaguar I-Pace. O porta-malas do veículo possui 821 litros, que com o banco traseiro rebatido chegam a 1.678 litros. A rodagem começa como aro 18 na Select e na Califórnia e aro 20 na GT. O tempo de carga da bateria pode levar fe quatro a oito horas depende do carregador e da voltagem. Melhor em 220v.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade