Publicidade
Curiosidades Mercado

Inmetro lista os veículos mais econômicos do Brasil, confira os cinco primeiros

Em um cenário que o preço da gasolina só faz aumentar, quem quer comprar um carro novo no Brasil precisa pesquisar não apenas aquele que está com o valor mais em conta no showroom, mas também o que vai pesar menos no bolso durante o dia a dia.

LEIA MAIS

+ GM de volta ao jogo com o segundo turno das fábricas para aumentar a produção de Onix e Tracker

Para ajudar quem está pesquisando o melhor custo-benefício, ou mesmo para saber se tem algum modelo mais econômico do que o que está na garagem o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) atualizou o seu Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, onde informa o consumo dos principais modelos do mercado, incluindo os mais recentes.

Ao todo foram avaliados 990 modelos de 35 fabricantes diferentes, incluindo os híbridos e elétricos. O órgão destacou que o consumo efetivo pode diferenciar do valor na tabela, uma vez que depende de fatores externos, como via, condições de carga, calibração dos pneus e a forma de condução.

Outro destaque é que, já que os carros foram testados nas mesmas condições, o comparativo entre eles pode ser considerado mais preciso. Entre os veículos movidos a álcool e/ou gasolina, nós separamos os cinco mais econômicos, confira:

Fiat Mobi Easy

Em quinto lugar está o compacto da Fiat, o Mobi na versão Easy. Apesar de sofrer com os constantes aumentos no preço de venda, o modelo ainda se mantém como o mais barato do Brasil e se destaca como um dos mais econômicos. O modelo é sempre equipado com um motor 1.0 de 75 cavalos, com preço inicial de R$ 47.990.

Na lista do Inmetro, o Fiat Mobi aparece com um consumo de etanol de 9,7 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada. Quando abastecido com gasolina esse número sobe para 13,7 km/l e 15,3 km/l, respectivamente.

Hyundai HB20 Platinum

Em seguida está o HB20 na carroceria sedã e na versão Platinum. Debaixo do motor está um 1.0 turbo flex que entrega 120 cavalos de potência e está associado a um câmbio manual de seis velocidades. Com um preço de R$ 83.190, o veículo foi atualizado há poucas semanas.

Segundo a tabela do Instituto, o HB20S Platinum faz 9,8 km/l na cidade e 11,6 km/l na estrada quando abastecido com etanol. Esses números sobem para 13,6 km/l e 16 km/l quando o sedã está sendo movido a gasolina.

GM Onix 1.0

No lugar mais baixo do pódio está o GM Onix com motor 1.0 flex de 82 cavalos e câmbio manual de seis marchas. O hatch está disponível por R$ 67.090 e teve um péssimo desempenho nas vendas de agosto, muito por conta do reflexo da falta de peças que interrompeu a produção por meses.

O consumo do Onix é de 9,9 km/l na cidade e 11,7 km/l na estrada quando abastecido com etanol. Já quando o combustível é a gasolina, esses números sobem para 13,9 km/l e 16,7 km/l, respectivamente.

Renault Kwid Life

O vice-campeão no quesito economia de consumo é mais um compacto. Na segunda colocação está o Renault Kwid Life, que conta com um motor 1.0 flex de 70 cv e câmbio manual de cinco marchas. É possível garantir um modelo da marca francesa por R$ 47.690.

Segundo o Inmetro, o Kwid é capaz de fazer até 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol. Já com gasolina, os números sobem para 14,9 km/l na cidade e 15,6km/l na estrada.

GM Onix Plus LT

O modelo mais econômico de acordo com a tabela do Instituto é um sedã, o Chevrolet Onix Plus LT. Fora do ranking dos 50 mais vendidos em agosto, o veículo é equipado com um motor 1.0 flex de 82 cavalos de potência e câmbio manual de seis marchas e custa R$ 73.090.

Quando abastecido com etanol, ele é capaz de percorrer 10,1 km com um litro na cidade e 12,5 km com um litro na estrada. Quando o combustível é a gasolina, esses números sobem para 14,3 km/l na cidade e impressionantes 17,7 km/l na estrada.

ME CONHEÇA MAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Lista VIP

Assine nossa lista e receba notícias em primeira mão.