Eventos Tecnologia

Hyundai e Uber se juntam para criar “carro voador” compartilhado por app

Poder voar para escapar dos engarrafamentos intensos das grandes cidades é uma alternativa apenas para quem pode bancar um helicóptero ou custear um táxi-aéreo. Tornar esse tipo de transporte sustentável e viável para uma maior parcela da população é um desafio que a Hyundai e a Uber estão dispostas a enfrentar. As duas gigantes do setor de mobilidade e transporte anunciaram nesta segunda-feira (06), na Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas (EUA), um novo conceito de aeronave que promete revolucionar a forma de locomoção nas cidades.

A parceria é baseada na iniciativa Uber Elevate e a entrada da Hyundai no projeto aumenta a capacidade de produção em escala do conceito de transporte que consiste em três soluções: Mobilidade Aérea Urbana (UAM) através de Veículo Aéreo Pessoal (PVA); Veículo Construído com Propósito (PBV); e Hub, uma espécie de plataforma para transferência de mobilidade e atividades comunitárias. Todos estão expostos em tamanho real no espaço da Hyundai na CES.

Nesta parceria, a Hyundai produzirá e implantará os veículos aéreos e a Uber fornecerá serviços de suporte ao espaço aéreo, conexões para transporte terrestre e interfaces com os clientes por meio de uma rede de compartilhamento de passeio aéreo. As duas empresas estão colaborando nos conceitos de infraestrutura para apoiar a decolagem e o pouso desta nova classe de veículos.

“Nossa visão da mobilidade aérea urbana transformará o conceito de transporte urbano. Esperamos que a UAM vitalize as comunidades urbanas e forneça mais tempo de qualidade às pessoas. Estamos confiantes de que o Uber Elevate é o parceiro certo para tornar este produto inovador prontamente disponível para o maior número possível de clientes”, afirma o Jaiwon Shin, vice-presidente executivo e chefe da divisão de Mobilidade Aérea Urbana (UAM) da Hyundai.

Para o diretor da Uber Elevate, Eric Allison, a combinação da força de fabricação da Hyundai com a plataforma tecnológica da Uber representa um grande passo avanço para o lançamento de uma rede de táxi-aéreo nos próximos anos. “A Hyundai é nosso primeiro parceiro com experiência na fabricação de automóveis de passageiros em escala global. Acreditamos que a Hyundai tem o potencial de construir veículos Uber Air a preços nunca vistos na indústria aeroespacial atual, produzindo aeronaves confiáveis e de alta qualidade em grandes volumes para reduzir os custos de passageiros por viagem”, destacou o executivo.

Antes de fazer o anúncio da parceria, a Hyundai trabalhou com a Uber Elevate para desenvolver o PAV de nome S-A1, que utiliza novos processos de design para otimizar aeronaves elétricas de decolagem e aterrissagem vertical (eVTOL), para fins de compartilhamento de passeio aéreo.

O S-A1 em detalhes

O modelo S-A1 da Hyundai apresentado na CES reflete os projetos anteriores do eVTOL que a Uber Elevate lançou com as seguintes características:

==> Ele foi projetado para uma velocidade de cruzeiro de até 290 km/h, uma altitude de cruzeiro de 300 a 600 metros acima do solo e para viagens de até 100 km.

==> O veículo Hyundai será 100% elétrico

==> A energia elétrica alimentará vários rotores e hélices em torno da estrutura da aeronave para aumentar a segurança, diminuindo qualquer ponto único de falha. Ter vários rotores menores também reduz o ruído em relação aos grandes helicópteros de rotor com motores de combustão, o que é importante para as cidades.

==> O modelo foi projetado para decolar verticalmente, fazer a transição para o voo horizontal em cruzeiro e depois voltar ao voo vertical para aterrissar.

==> O S-A1 da Hyundai será pilotado inicialmente, mas com o tempo eles se tornarão autônomos.

==> A cabine foi projetada com quatro assentos para passageiros, permitindo que eles embarquem/desembarquem facilmente e evitem o temido assento do meio com espaço suficiente para uma mala ou mochila.

Todos os estilos de vida

Outra solução de mobilidade da Hyundai para um futuro dinâmico e centrado no ser humano é o veículo construído para fins específicos. O PBV é uma nova solução de mobilidade urbana que pode acomodar uma ampla gama de estilos de vida com personalização ilimitada.

Ele permite que os passageiros desfrutem de serviços personalizados enquanto viajam para seus destinos, oferecendo uma visão totalmente nova do conceito de mobilidade, além de um meio de transporte. Após a personalização, os PBVs podem funcionar, por exemplo, como restaurante, cafeteria e hotel, ou mesmo clínica e farmácia, além de ser um serviço de transporte urbano.

O PBV da Hyundai, o S-Link, tem tamanho ajustável de 4 a 6 metros. Seu interior pode ser personalizado de acordo com as necessidades individuais, montando peças modulares. Ele é totalmente elétrico e seu recurso de inteligência artificial (IA) permite que navegue pelas melhores rotas.
Segundo a Hyundai, o S-Link, que é elétrico, também pode viajar de forma autônoma, o que deve trazer mudanças para entregas pessoais, além de apoiar o setor de logística nas cidades do futuro.

O futuro passa pelo Hub

As duas primeiras soluções para mobilidade apresentadas pela Hyundai em parceria com a Uber se conectam em plataformas chamadas de Hub. Ele possui um skyport (tipo um heliporto) para o PAV na cobertura e estações de ancoragem no solo para o PBV se aproximar e partir em várias direções.

A inovação está no fato de o Hub poder ser transformado em um número infinito de novos espaços, dependendo de como os PBVs estão conectados. O Hub pode, por exemplo, ser transformado em um complexo cultural, reunindo PBVs que funcionam como salas de concerto, cinemas e museus. Também pode ser transformado em um complexo médico, conectando PBVs de serviços médicos na forma de clínicas, consultórios médicos e farmácias.

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .
RET Jeep

ME CONHEÇA MAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Lista VIP

Assine nossa lista e receba notícias em primeira mão.