Mercado Tecnologia

Hyundai aposta em tecnologia própria para deixar Google e Apple no passado

Seul – A Hyundai trilhará seu próprio caminho para compartilhar dados e trajetos nos carros, deixando de lado plataformas associadas ao Google e Apple. Durante a pré-apresentação da nova geração do HB20, o vice-presidente do Laboratório de Pesquisa de Inteligência Artificial da Hyundai, Jeong Hee Kim, foi claro que a montadora não tem planos seguir com as gigantes no futuro, pois vai gerir ela mesmo os dados dos motoristas em seus carros.

LEIA MAIS

+ Novo HB20 estreia em setembro com novo motor turbo que já testamos

+ Hyundai Santa Fe terá abertura por impressão digital

“O futuro é privado”, declarou no começo do mês o executivo-chefe do Facebook, Mark Zuckerberg. E em meio a aplicação da mesma corrente deverá caminhar o fabricante de carros que produz 1.410 milhão de carros por ano somente no complexo industrial de Ulsan. A Inteligência Artificial (IA) é capaz de produzir e multiplicar a nova geração de aplicativos em áreas de tecnologia, mobilidade e engenharia.

IA é o cérebro de tudo na criação do futuro nos carros da Hyundai, que desenvolverão estrutura de linguagem própria conectando o cliente e sua maneira de falar e agir. Como por exemplo, o sound hound, criado no Vale do Silício para atuar no reconhecimento de voz. O Stradvision identifica a visão, importante aliado para a condução autonônoma.

Em Shanghai, no auto show Chinês, a Chery apresentou a inteligência artificial na prática com o Lion, que será lançado no Brasil, no fim do ano, no Tiggo 8. O Lion atua no reconhecimento facial.

Viver sem Google e Facebook, só na China, quando o turista é obrigado a baixar o VPN – Virtual Private Network (Rede Privada Virtual) para acessar outras redes sociais como WhatsAPP e Instagram – por lá eles usam o We Chat. Mas, o lado Chinês à parte, a indústria automotiva de hoje é um representante e tanto para titãs como Google, Apple assim como o Amazon, com o Alexa. O dispositivo de I.A já promove conexões entre o homem, a casa e o automóvel.

O Echo Auto, lançado, em janeiro, na CES, em Las Vegas está integrado em carros da BMW, Ford, Audi e Toyota e permite conexão com o veículo e aplicativos de fora da plataforma do Amazon. Bom destacar que ele não atua de forma direta no infotainment do carro e suas opções como CarPlay ou Android Auto. A ferramenta é um importante avanço para a indústria, considera Jeong Hee Kim.

A Inteligência Artificial estará presente em todo o processo automotivo e a Hyundai desenvolve um programa em tempo real de multilinguagem sem depender dos “parceiros” como Alexa, Google ou Siri. ” Vamos focar nas necessidades dos clientes, faremos da prestação do serviço, a nossa plataforma. Essa é a visão da marca para o futuro produzindo carros mais (+) mobilidade e solução de serviços.

Quanto ao 5G!
Testamos em celulares e tablets em lojas especializadas em Seul. A velocidade é de um carro 3.0 turbo contra um 1.0 aspirado comparada a atual 4G aplicada no Brasil. Imagine um arquivo de vídeo que leva 4h ou mais para ser enviado você tem a chance de fazer isso em menos de 20 segundos.

O 5G é de grande importância para a condução autônoma. Porque a nuvem será a base real de dados para o back up das informações do sistema. Nada será armazenado a bordo e a cloud (nuvem) estará conectada ao usuário e ao veículo (sistema) pelo comando de voz. Nesse ponto, a Hyundai poderá usar o que está no mercado, disse, Jeong Hee Kim ou mais tarde desenvolver o próprio hardware de ligação homem/máquina.

O vice-presidente adiantou que o banco de dados dos clientes será privado e somente servirá aos clientes e suas necessidades. Quanto à direção autônoma funcionar para valer, ele acredita que será entre 2025 e 2030.

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

RET Audi Junho
300×250 NEO Blindados