Curiosidades

Golf sai de linha nas versões 1.0 TSI e 1.4 TSI, deixando apenas o GTI

Os SUVs fizeram mais uma vítima no mercado nacional. Os utilitários já tinham “enterrado” as peruas e minivans, e afetaram fortemente o segmento dos hatches médios. O Ford Focus já saiu de linha neste ano e agora é a vez do Golf perder grande parte de sua gama. O hatch, que é o carro mais vendido na Europa, deixará de existir nas versões de entrada e intermediária, que eram puxadas pelos motores 200 TSI (1.0) e 250 TSI (1.4). Ficará apenas a versão topo de linha GTI sendo produzida e vendida no país.

LEIA MAIS

+ Sem segredo: Novo Golf geração 8 aparece novamente sem disfarces

+ Testamos o novo Volkswagen Golf GTI, um esportivo raiz e tecnológico

Além das fracas vendas no país, o Golf precisou abrir espaço para a produção do T-Cross na fábrica no Paraná. O Golf vendeu apenas 526 unidades nos dois primeiros meses deste ano, que é menos do que a metade do líder do segmento, o Chevrolet Cruze Sport6, que emplacou 1.129 unidades.

No site da Volks já não é possível configurar o Golf na versão Highline, que é puxada pelo motor 1.4. Lá só aparecem as versões Comfortline com motor 1.0 turbo com câmbio automático de seis marchas (R$ 91.790), além da esportiva GTI, que tem motor 350 TSI (2.0 de 230 cv) e que parte de R$ 149.290. Essa versão de entrada segue sendo vendida até o estoque ser esgotado, o que deve ocorrer nas próximas semanas.

A Volkswagen prometeu trazer para o Brasil ainda neste ano a versão híbrida plug-in do Golf, a GTE, mas diante dessa redução constante das vendas neste segmento, fica difícil acreditar que o Golf ganhará qualquer novidade no Brasil, mesmo que seja importado.

Com informações dos sites Motor1 e Quatro Rodas.

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

300×250 NEO Blindados
RET Autoparvi Corolla
RET VW Julho