Publicidade

Golf MK8 rodando no Brasil testa a nova tecnologia híbrida da Volks

Publicidade

Flagras em vídeos e fotos de um Golf branco da oitava geração (MK8) rodando sem camuflagem pelas ruas brasileiras tem levado muita gente acreditar, ou sonhar, com a volta do icônico hatch médio ao nosso mercado. Mas não será dessa vez. A Volks nem cogita vender o Golf MK8 por aqui. Então o que essa unidade está fazendo em nossas ruas? Fomos atrás dessa informação e vamos contar tudo agora.

LEIA MAIS

+ VOLKSWAGEN DIVULGA DETALHES INTERNOS DA KOMBI ELÉTRICA

O Volks Mk8 está, na realidade, sendo usado como carro de teste de uma nova tecnologia híbrida leve que a Volks deverá trazer para sua gama no Brasil. Trata-se do e-TSI, um sistema híbrido leve que permite reduzir o consumo e as emissões de poluentes. O sistema é alimentado por um gerador de 48 volts que atua em algumas situações e no caso do Golf está vestido com a carroceria R-Line.

Esse tipo de tecnologia não garante os níveis de redução de consumo dos híbridos “completos”, como os recarregados na tomada (plug-in) ou os regenerativos (da Toyota/Lexus). Também não oferecem autonomia em modo 100% elétrico. Mas conseguem agregar uma certa economia no abastecimento, o que nos dias de hoje vale muito no Brasil.

Sabemos que a Volks trabalha na eletrificação de sua gama no mercado global com a família I.D. Tanto que os modelos I.D3 e I.D4 estão cotados para nosso mercado já em 2023. Mas tratam-se de carros caros, que chegarão em um patamar muito distante dos veículos de volume da marca por aqui, como T-Cross, Nivus e Polo.

Por isso, essa tecnologia híbrida leve deve ser a aposta de uma transição em nosso mercado entre os modelos a combustão e os híbridos plug-in. Não deverá demorar muito, entretanto, para que parte ou toda a gama tenha uma versão e-TSI como topo de linha, oferecendo mais desempenho e números ainda melhores de consumo. Lembre-se que os motores atuais da Volks, como 200 TSI e 250 TSI estão entre os mais econômicos do mercado.

Já para os modelos mais caros, acima do Taos, por exemplo, tecnologias mais caras devem ser usadas. O novo Tiguan, por exemplo, que deve chegar até a metade do ano que vem, terá opção híbrida plug-in, como na Europa. Acima dele, em relação ao valor, veremos os modelos 100% elétricos da família I.D.

Se você prestar a atenção, nas fotos dos flagras do Golf MK8 branco que está rodando pelo Brasil, apenas uma parte está coberta: justamente aquele pedaço da tampa do porta-malas onde fica a indicação da versão e motorização do modelo. O e-TSI está entre nós e num futuro próximo nas revendas da Volks estampado, quem sabe, no Nivus, T-Cross, Taos…

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade