Mercado

Fiat inaugura Centro de Design e abre exposição de clássicos e conceitos

SBD Audi A5

A Fiat inaugurou o seu novo Centro de Design na planta de Betim, em Minas Gerais. Em um novo local dentro do complexo, o espaço agora esta maior e com mais tecnologia. Facilidades como simuladores digitais e sistemas com realidade virtual ajudam na hora de aperfeiçoar os veículos que chegam ao consumidor final.

A ideia agora é um ambiente mais colaborativo e integrado, que proporcione uma maior interação entre os funcionários do Centro, que agora passam dos 150 colaboradores responsáveis pela criação de novos projetos, o espaço é resultado de investimentos da ordem de R$ 11,4 milhões.

LEIA MAIS

+ Fiat Cronos 2020 ganha versão de visual esportivo HGT por R$ 78.490

O novo espaço agora possui uma área de 2.700 metros quadrados dividido em dois pavimentos e traz, além das novidades tecnológicas, o know-how de 17 anos em atividade, quando foram desenvolvidos mais de 15 novos conceitos e oito conceitos. “Nascemos como Centro Estilo Fiat do Brasil em 2002. São 17 anos de uma área que, agora, se torna multibrand e encara o desafio de também experimentar novas ideias, formas e materiais para as marcas Jeep e RAM para a América Latina”, afirma o diretor do Design Center Latam, Peter Fassbender. “O novo Design Center é a prova da evolução e do reconhecimento de nossa história. Estamos preparados para os novos desafios”, completa.

Essa nova resolução é vista no novo Centro, que agora foi pensado para manter uma maior fluidez de desenvolvimento, onde as partes possuem maior comunicação. O setor de criação, por exemplo, fica no piso superior e possui vista para o showroom onde são apresentadas e moldadas as novas criações. Isso permite interferências mais precisas e um acerto maior no desenvolvimento dos veículos.

Experiência do usuário

Batizado de User Experience, ou UX, o Centro de Design agora possui simuladores desenvolvidos especialmente para testar a forma de dirigir e projetar soluções de interfaces e conectividade, além de ser capaz de dar uma ideia do design interno e externo dos veículos. “A FCA é a primeira no setor automotivo no país a investir na criação de um laboratório de UX. Com essas ferramentas, garantimos que o olhar de experiência do usuário esteja dentro do processo de desenvolvimento. O desafio é entender o cliente em profundidade nas interações com o carro, dentro de uma perspectiva de usabilidade e segurança”, explica o líder da área de UX, Leandro Alvarenga. No laboratório, designers e pesquisadores trabalham juntos, tornando o ciclo de design mais ágil e eficiente.

Desenvolvido pela FCA em parceria com uma empresa de inovação do Polo Tecnológico de Campinas, o simulador cria um ambiente que busca representar de maneira realista condições variadas de direção. A interação com o trânsito, como ultrapassagem de carros e a presença de pedestres, é sincronizado aos sinais do veículo, como aceleração e freada, por meio de Inteligência Artificial. Tudo é sob medida para que os testes de usabilidade dos quadros de instrumentos e dos sistemas de infotainment ocorram no ambiente mais próximo ao real. “Ficamos atrás da sala de espelho, avaliando a reação das pessoas a determinados inputs. O feedback do que funciona e dos gaps na experiência do usuário ocorre em tempo real”, diz Leandro Alvarenga. A plataforma é modular, permitindo a troca de componentes com rapidez, seja da Fiat, Jeep e RAM.

Outra ferramenta do UX Lab é o simulador em realidade virtual, para avaliar acabamentos interno e externo, como cores e texturas. A ferramenta é bastante utilizada na fase inicial dos projetos, antes da construção dos modelos físicos.

Exposição de clássicos e conceitos

A Casa Fiat de Cultura em Belo Horizonte (MG) abriu as portas para o público nesta terça-feira (13) com as exposição Beleza em Movimento – Ícones do Design Italian, que segue até o dia 03 de novembro. Todos os andares do centro foram ocupados com modelos novos e antigos, e ambientes imersivos onde o visitante pode assistir a filmes que marcaram época, ouvir ronco de motores de lendas das pistas e até rever duelos icônicos do automobilismo, além de obras de arte que possuem um ponto em comum com os diversos carros exibidos. O movimento. Ao todo são mais de 100 peças.

A escolha das peças teve a curadoria do Head do Design Center Latam da FCA, Peter Fassbender, com colaboração da arquiteta e historiadora italiana Maddalena D’Alfonso. As obras selecionadas abordam o contexto cultural e social da Itália do século XX, trazendo uma comunicação entre arte e design. Futurismo, tecnologia, cinema e neorrealismo são alguns dos temas abordados, além do movimento e da beleza que são pontos chave e da exposição.

Na mostra é possível observar a evolução do design automotivo entre as décadas de 1910 e 1960 com ícones como Bertone, Touring Supeleggera, Pininfarina, GFG Style e Zagato (que este ano celebra seu centenário). “A liberdade com que criavam os automóveis permitiu a experimentação de formas ousadas, provocatórias e com um olhar sempre para o horizonte”, destaca Fassbender a respeito dos parâmetros fundamentais que a Itália criou na evolução dos carros, que inspiram até hoje.

Mas não é só da evolução automotiva que está baseada a exposição. O design italiano também pode ser conferido através de obras de arte e objetos de artistas como o italiano Umberto Boccioni, com a escultura Formas Únicas de Continuidade no Espaço, de 1914. Outros destaques ficam para os trabalhos dos artistas Emilio Vedova, Giulio Turcato, Pietro Consagra e Lucio Fontana, assim como imagens ampliadas que trazem projetos icônicos de Gio Ponti, Cini Boeri, Gae Aulenti e Nanda Vigo.

* Com a colaboração de Débora Eloy

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

300×250 NEO Blindados
RET Autoparvi Corolla
RET Gasolina Dura mais
RET Audi A5
RET Audi Approved