Ferrari lança a Stradale, primeiro híbrido plug-in da marca e com 1.000 cv

A Ferrari aderiu de vez ao caminho da eletrificação de seus superesportivos. Nesta quarta (29), a montadora italiana apresentou a SF90 Stradale, o seu segundo modelo híbrido, mas o primeiro de produção em série. A nova máquina é puxada por um motor V8 biturbo e 3 motores elétricos, que levam 1.000cv às quatro rodas.

LEIA MAIS

+ Ferrari apresenta modelo feito por encomenda que levou 4 anos de produção

O novo modelo – apelidado SF90 em homenagem aos 90 anos da fundação da Scuderia – posiciona-se acima do 812 Superfast tanto em termos de preço como de performance, graças à tração integral. Segundo a Ferrari, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 2,5 segundos, os 200 km/h em meros 6,7 segundos e uma velocidade máxima de 340 km/h.

Primeira Ferrari que pode ser ligada na tomada, a Stradale é capaz de circular em modo elétrico por até 25 km com uma velocidade máxima de 135 km/h. A bateria de iões de lítio tem uma capacidade de 7.9 kWh.

No interior, nada de grandes telas para sistema de multimídia. O console central tem o mínimo de “distrações” possível, pois o foco é no painel de instrumentos digital e no volante multifuncional que dispõe de modos de condução do sistema híbrido: eDrive, Hybrid, Performance, e Qualificação.

O preço não foi divulgado, mas fala-se que se situe nos 600 mil euros, o que equivale a quase R$ 2,7 milhões, pela cotação atual do euro em relação ao real.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade