Mercado Off Road

Entenda porque a Fiat Toro é a picape mais vendida do segmento

Sempre que vemos um automóvel, seja carro de passeio ou utilitário, na liderança do segmento, procuramos os motivos para essa preferência entre os consumidores. Nunca se trata apenas de razão única. Há sempre um conjunto de fatores que elevam um modelo ao topo, principalmente quando ele se mantém na posição por mais de uma temporada. É o que acontece com a Toro. A picape da Fiat lidera o segmento desde o seu lançamento, em 2016. A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) classifica as picapes em duas categorias, tendo a Strada como líder absoluta entre as “pequenas” e a Toro entre as “grandes”.

Diante desse fenômeno da Toro, resolvemos buscar as razões para tamanho sucesso. Claro que nenhum automóvel, mesmo os que lideram seus segmentos, são perfeitos. A fórmula para liderança, entretanto, é reunir o máximo de acertos pensando na relação custo-benefício para o comprador.

LEIA MAIS

+ Fiat apresenta no Salão do Automóvel o conceito do SUV da picape Toro

Vamos iniciar esse estudo sobre a Toro falando de seu design. Podemos dizer, sem sombra de dúvidas, que esse foi aspecto que mais chamou a atenção do “picapeiros” quando o modelo da Fiat foi lançado. O conceito empregado pela montadora de visual “brutalmente lindo” é uma boa definição para as linhas da Toro, pois consegue deixar um utilitário com estilo sofisticado e requintado. Muito disso se deve ao conjunto ótico ousado, com o DRL que dar um “olhar” único à picape. Na traseira, o destaque é a tampa dupla que dá acesso facilitado à caçamba, outra exclusividade do modelo que deve (ou ao menos deveria) ser copiado por outras concorrentes.

Nos últimos anos, o segmento das picapes vinha sofrendo com alguns modelos que eram facilmente confundidos nas ruas devido à falta de criatividade das montadoras e, também por isso, a Fiat Toro rapidamente se destacou no segmento.

Mas estilo diferenciado seria muito pouco para levar um utilitário à liderança de seu segmento. A versão que testamos da Toro foi a Volcano, que era a topo de linha até o lançamento da Rach. Ela custa R$ 147 mil e se destaca por itens de tecnologia e conforto, como as belas rodas 18 polegadas, teto solar elétrico, suspensão independente multilink, chave multifuncional Keyless Entry’N’Go que você destrava portas e porta-malas sem tocar nas chaves e dá partida pressionando apenas um botão. Além disso, através do Remote Start você liga o Fiat Toro antes de entrar, apertando um botão na chave.

Tem ainda quadro de Instrumentos você consegue visualizar e personalizar todas as funções do Fiat Toro em uma tela de 7″ no quadro de instrumentos, Piloto Automático, ajuste no banco do motorista, escolhendo entre as 8 posições disponíveis, ar-condicionado digital dual zone, porta objeto refrigerado, além de itens de segurança, como 07 airbags, Hill Descent Control para saídas em descidas, sensores de pressão dos pneus, de estacionamento (traseiros e dianteiros), de chuva e crepuscular.

A Fiat está com uma condição especial da versão Freedom da Toro com motor diesel e câmbio automático de nove velocidades. Para pessoa jurídica (CNPJ) e produtor rural, o valor cai de R$ 136.490 para R$ 105.097, um desconto de mais de R$ 30 mil que deixa essa versão com valor imbatível entre as picapes movidas a diesel.

Essa relação interessante de custo-benefício da Toro também se reflete na revenda. Segundo a agência AutoInforme, a picape da Fiat tem a menor desvalorização do segmento na sua categoria, ganhando o selo Maior Valor de Revenda.

Além do design arrebatador, da boa relação custo-benefício devido à entrega de equipamentos, a Toro ainda se destaca pela mecânica, que oferta três opções ao consumidor (1.8 flex, 2.4 flex e 2.0 turbodiesel). Foi essa última que nós testamos e podemos dar mais detalhes.

O conjunto entrega 170 cv de potência e bons 35,7 kgfm de torque a 1.750 rpm. Essa entrega de força em baixa rotação possibilita uma agilidade muito boa da picape na cidade, com força garantida e bem distribuída pelo câmbio automático de 9 velocidades para ações que exigem mais do utilitário. Quando você quer suavidade e conforto, a transmissão trabalha de forma discreta. Mas se o terreno exige a tração 4×4 com marcha reduzida essa opção transforma a Toro em um utilitário valente, que encara obstáculos dos mais desafiadores. 

* Fotos: Jorge Moraes e Bruno Arthur (colaboração)

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

RET Audi Junho
300×250 NEO Blindados