Curiosidades Especial VW

Entenda como funcionam os sistemas de frenagem automática do novo Jetta

Muita gente fica o pé atrás quando se fala em carros 100% autônomos, onde o motorista passa a ser passageiro e deixo o veículo nas “mãos” de computadores e sensores. Mesmo sendo uma realidade um tanto distante, ainda mais quando falamos de Brasil, os estudos para se fazer um carro autônomo trouxeram muitos benefícios para a indústria automotiva, principalmente para a área da segurança dos passageiros. Um exemplo disso pode ser visto no novo Jetta. O sedã da Volkswagen traz uma série de sistemas de última geração que permitem que o carro se antecipe ao motorista, prevenindo acidentes e salvando vidas.

LEIA MAIS

+ Novo Jetta ganha versão de entrada abaixo dos R$ 100 mil para decolar nas vendas

+ Entenda como a plataforma MQB fez o novo Jetta crescer em todas as medidas

+ Novo Jetta: entenda como um motor 1.4 consegue entregar tanto desempenho

+ Novo Jetta entrega tecnologia de ponta para o conforto e entretenimento

Vamos mostrar aqui como funcionam quatro sistemas nos quais a máquina “assume o controle” da situação, ajudando o condutor a manter o veículo e seus passageiros em segurança.

Front Assist

Sistema de monitoramento frontal, o Front Assist usa um sensor por radar integrado à frente do veículo que monitora constantemente a distância dos veículos adiante. O Front Assist ajuda o motorista em situações críticas pré-condicionando o sistema de freios e alertando o condutor por meio de sinais (visual ou sonoro) – ou, em um segundo estágio, por meio de um breve solavanco. Caso o motorista não freie forte o suficiente, o sistema automaticamente gera força de frenagem para tentar evitar uma colisão.

Se ainda assim o motorista não reagir, o Front Assist freia o carro automaticamente para proporcionar mais tempo para reação. Teoricamente, isso permite que o motorista evite uma colisão iminente ou, pelo menos, reduza a velocidade do impacto. O sistema também auxilia o motorista dando um sinal caso o carro se aproxime demais do veículo à frente.

City Emergency Braking

A função City Emergency Braking é uma extensão do Front Assist. Usando um sensor por radar, ela monitora a área à frente do carro. O sistema funciona abaixo de 30 km/h. Se houver perigo de colisão com um veículo andando ou parado à frente do carro e o motorista não reagir, o sistema de freios é pré-condicionado da mesma forma que com o Front Assist. Se necessário, o City Emergency Braking começa a frear com força para reduzir a severidade do impacto. O City Emergency Braking pode evitar uma colisão frontal iminente no último segundo.

RBF

Função de Frenagem de manobra (RBF) é mais uma tecnologia inédita no segmento que é de série no Novo Jetta. Esse recurso de segurança freia o veículo automaticamente ao detectar a aproximação de objetos no campo de atuação dos quatro sensores de estacionamento traseiros. Sempre que o RBF atua nos freios, o motorista é avisado por meio de um alerta sonoro e um aviso no painel de instrumentos.

O sistema RBF atua em velocidades de 1,5 km/h e 10 km/h, com objetivo de diminuir os danos em pequenas colisões. A função de frenagem de manobra pode ser desligada por meio do menu, no sistema de infotainment.

Automatic Post-Collision Braking System

O Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual. O acionamento do sistema de frenagem pós-colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags.

A frenagem do veículo pelo sistema é limitada pela unidade de controle do ESC a uma desaceleração máxima de 0,6 m/s. Esse valor é igual ao nível de desaceleração do City Emergency Braking e permite que o motorista possa assumir o comando do carro mesmo na ocorrência da frenagem automática.

SBD Audi Q5 1

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

RET Audi Q5
RET TCross