EcoSport Storm: o pioneiro quer retomar espaço

Pioneiro entre os utilitários esportivos compactos no Brasil, o EcoSport viu seu reinado ser invadido por praticamente todas as montadoras, que viram o sucesso rápido que o segmento conquistou no país. A Ford vem buscando fórmulas para reconquistar seus clientes, que migraram para Jeep, Honda, Renault e Hyundai.

A mais nova tentativa de retomar espaço atende pelo nome de Storm. Trata-se de uma versão topo de linha do SUV com tração 4WD e transmissão automática, ampliando a oferta da linha com uma configuração inédita na categoria. Desenvolvido especialmente para o mercado brasileiro, o novo modelo reúne os atributos mais desejados pelo consumidor de SUVs: visual marcante, capacidade de rodagem em vários terrenos e conteúdo completo em itens de conforto, conectividade e segurança.

 

O EcoSport Storm tem muita personalidade. Externamente, é marcado pela nova grade com o nome Storm em relevo, faróis de xênon com máscara negra, capa de estepe rígida na traseira, rodas de 17 polegadas, grafismos e outros detalhes exclusivos, incluindo a cor de lançamento marrom Trancoso. O interior adiciona uma proposta inovadora de estilo aos refinamentos da linha, com painel “soft”, bancos de couro e teto escuros, criando um contraste sofisticado com os frisos em laranja acetinado estrategicamente posicionados na cabine.

 

O SUV é equipado com motor 2.0 Direct Flex de 176 cv e nova transmissão automática de seis velocidades com conversor de torque (esqueça o Powershift). Seu sistema de tração 4WD funciona sem a necessidade de intervenção do motorista, distribuindo o torque entre as rodas para garantir uma rodagem mais eficiente e segura sempre que necessário, em pisos irregulares e de baixo atrito como lama, areia, rampas e chuva. A suspensão reforçada e a direção elétrica com novo ajuste acentuam o conforto e a dirigibilidade.

Em termos de conteúdo o Storm inclui sete airbags, sistema multimídia SYNC 3 com tela capacitiva de 8 polegadas, controle de estabilidade com sistema anticapotamento, monitoramento de pressão dos pneus e teto solar elétrico. Traz também faróis com luz diurna de LED e acendimento automático, acesso ao veículo sem chave com reconhecimento capacitivo, partida por botão, ar-condicionado automático digital, computador de bordo com tela de 4,2” no painel, câmera de ré, sensor de chuva, som premium da Sony com nove alto-falantes e porta-malas com sistema inteligente de bagagem.

Com preço de lançamento de R$99.990, o Storm mira os concorrentes que, nessa faixa de preço oferecem o câmbio automático apenas para a tração 4×2. “Até agora, o consumidor só tinha acesso a um veículo com tração nas quatro rodas e esse nível de equipamentos numa categoria superior, de SUVs médios, por um preço bem maior”, explica Mauricio Greco, gerente geral de Marketing da Ford. “O EcoSport Storm custa o equivalente aos SUVs 4×2 topo de linha, mas com a vantagem da tração 4WD e do estilo único.” 

 

Baixo custo de posse

Somado ao preço atraente, o EcoSport Storm tem o melhor custo de propriedade do segmento, segundo a Ford. O seu seguro, cotado em 3,31% do valor do veículo, com base numa média nacional de acordo com o CEP de residência, chega a ser próximo da metade do cobrado por alguns competidores.

 

As suas três revisões anuais durante os 36 meses de garantia somam R$1.616, pelo sistema de preço fixo da Ford que garante transparência e tranquilidade. A maior diferença em favor do SUV da Ford é vista nas peças de manutenção não programada e de colisão. O custo desses itens chega a ser a metade, no primeiro caso, e quase cinco vezes menor neste último, quando comparado aos concorrentes mais caros.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade