Mercado Oficina

Deixe o coronavírus fora do seu carro. Veja como fazer a limpeza em casa

Não se fala de outra coisa no mundo que não sejam os efeitos da pandemia causada pelo novo coronavírus. Além do isolamento social, com as pessoas em casa, a higienização constante das mãos é uma das armas mais eficazes para evitar o contágio com o vírus que causa a COVID-19. O que muitos leitores têm perguntado é sobre a higienização dos carros. Será que o mesmo álcool em gel que eu uso para as mãos pode ser usado para limpar todas as peças com quais eu tenho mais contato no interior do veículo?

Antes de responder é importante ressaltar que o ideal é deixar o carro na garagem e ficar em casa. Se, no entanto, é preciso usar o veículo para trabalhar ou ir ao mercado ou farmácia, faça isso da forma correta. Os especialistas na área da saúde recomendam a higienização das mãos antes de entrar no carro e depois de sair. Mas é importante que o interior do veículo também esteja higienizado.

Especialistas em limpeza automotiva não recomendam que se use o álcool gel diretamente nas peças internas do carro. Para as partes que têm mais contato com as mãos, como volantes, maçanetas das portas e alavanca do câmbio e controle dos vidros, a limpeza pode ser feita com álcool de concentração 70%, mas na forma líquida e com o uso de um pano limpo (de preferência de microfibra). Se não tiver esse produto, uma mistura de água com detergente neutro também pode ser usada com um borrifador e sempre com um paninho. Mas é importante levar um tubo de álcool em gel dentro do carro para higienizar as mãos.

Se o estofamento do carro for de tecido sintético, o melhor é usar mesmo água e sabão. Mas é muito importante, neste caso, é preparar uma mistura que não faça espuma, porque ela deixará os bancos umedecidos por um bom tempo, o que vai colaborar com o desenvolvimento dos fungos. O couro também pode ser limpo com álcool líquido, mas, no longo prazo, o melhor é usar sabão em barra e água para a limpeza de manchas e derramamentos. Essa solução não costuma danificar o couro.

Já com as partes eletrônicas é preciso ter mais cuidado. A tela da central multimídia, por exemplo, deve ser limpa com álcool isopropílico, que quase não tem água em sua composição e não vai danificar os componentes elétricos. É aquele álcool usado para limpar telas de computadores e televisores mais modernos.

OXISANITIZAÇÃO

Uma forma ainda mais eficiente para eliminar qualquer vestígio de coronavírus do interior do seu carro é fazer uma Oxisanitização. O nome é complicado, mas se trada de uma limpeza extrema que se baseia na utilização do ozônio, para eliminar odores, bactérias, vírus e fungos em geral.

Basicamente, a oxisanitização é um processo realizado através de um gerador de ozônio. Ele utiliza o oxigênio atmosférico e através de uma descarga elétrica potente, gera ozônio. O ar que está presente no interior do veículo entra na máquina e desta forma, as partículas de Oxigênio são transformadas em Ozônio.

Este gás, natural e presente na atmosfera, tem efeito germicida e é eficiente na destruição de vírus, bactérias e fungos. Para que você entenda como o ozônio tem poder de limpar ambientes de forma eficiente, ele vem sendo usado até mesmo na medicina e na odontologia.

Você encontra a Oxisanitização em oficinas especializadas, mas só após a reabertura do comércio. No Recife, encontramos o serviço na Regulex Centro Automotivo ao preço de R$ 180 reais. O serviço leva entre 30 e 40 minutos.

SBD Tiggo

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

300×250 NEO Blindados
RET Autoparvi Corolla