Mercado

Corolla despenca para 17ª posição no ranking geral das vendas em fevereiro

Não é segredo nem novidade que o crescimento das vendas dos SUVs vem tirando clientes de outros segmentos. Isso já foi visto com as peruas, minivans e hatches médios. As próximas “vítimas” dos utilitários esportivos parecem ser os sedãs médios, que registram quedas sucessivas nas vendas mês apôs mês. Podemos usar os números do líder absoluto deste segmento, o Corolla, para exemplificar esse fenômeno.

LEIA MAIS

+ Lançamento do Toyota Corolla europeu antecipa o visual do sedã brasileiro

+ Toyota oferta Corolla XEi para PCD, que fica por R$ 85,2 mil

+ Números finalizados: Corolla foi o carro mais emplacado no mundo em 2018

O sedã da Toyota vem caindo no ranking geral das vendas no Brasil, chegando em fevereiro à 17ª posição, lugar que não lembramos de ver o Corolla ocupar ao longo dos anos. Uma prova de que clientes dos sedãs médios estão migrando de segmento é que à frente do Corolla estão cinco SUVs (Renegade, Compass, Kicks, Creta e HR-V).

TOP 20 de fevereiro

No acumulado de 2018, os sedãs médios representavam 7,36% das vendas, enquanto na soma deste ano, a participação de mercado desse segmento caiu para 6,18%. Já entre os SUVs o caminho é oposto. Na segunda posição do mercado nacional, os utilitários representaram no ano passado 23,84% das vendas, subindo para 24,58% no acumulado de 2019 até agora.

Em fevereiro, o sedã da Toyota vendeu 3.359 unidades contra 4.075 de janeiro, acumulando 7.434 emplacamentos em 2019 e 36,88% de participação no segmento. Para efeito de comparação, no último mês de 2018, quando terminou na 10ª posição geral do ranking de venda de carros no país, o Corolla vendeu 5.182 unidades e possuía 41,66% do segmento.

Ou seja, além de cair no ranking geral – onde sempre figurava dentro do TOP 10 -, o Corolla também perdeu participação dentro do segmento, principalmente para o Jetta, que cresceu muito e para o segundo colocado Civic, que também registrou aumento nas vendas.

Vendas sedãs médios

O que podemos concluir é que nem só o crescimento dos SUVs pode justificar a queda acentuada do Corolla. O fato de perder participação dentro do segmento que lidera há muitos anos mostra que o sedã da Toyota está precisando mudar. A nova geração está prevista para ser lançada apenas no segundo semestre com muitas novidades (veja aqui).

SBD Polo Março

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

RET Jetta Outlet
RET Polo Março