Large Frontier
Lançamentos Mercado Nós testamos

Corolla Cross é lançado no Brasil de olho no mundo dos SUVs

Caoa Fev SBD

A nova carroceria do modelo mais vendido no mundo finalmente faz sua estreia no Brasil. O Toyota Corolla Cross segue a mesma essência do sedã, mas em um segmento que cresce cada vez mais no país e no mundo.

LEIA MAIS

+ Chegada do novo Corolla Cross gera expectativa nas revendas Toyota

De acordo com a própria marca, a novidade foi idealizada tendo como base quatro pilares importantes. São eles: robustez urbana, espaço interno, dirigibilidade e conforto de condução, além da segurança a bordo.

O novo Corolla Cross estará disponível em quatro versões e duas opções de motores, o 2.0 litros Dynamic Force flex de 177 cv com transmissão Direct Shift de 10 velocidades, e o 1.8 de 122 cv e sistema híbrido que combina três motores, dois elétricos e um a combustão flexfluel, ambos disponíveis no sedã.

Produzido na fábrica de Sorocaba, a planta, que já é responsável por fazer o Yaris e Etios para exportação, recebeu um aporte de R$ 1 bilhão. Dessa forma, o espaço agora está apto a produzir o crossover montado sobre a plataforma GA-C.

O novo Corolla Cross chega às concessionárias no dia 25 com preços a partir de R$ 139.990 e vai praticamente aos 180 mil no topo da gama.

O motor 2.0 Dynamic Force estará disponível nas versões XR e XRE, enquanto o sistema híbrido chega nas versões XRV Hybrid e XRX Hybrid. Além dessas, a Toyota anunciou uma edição especial de lançamento, chamada de Special Edition baseada na topo de linha e limitada a 1,2 mil unidades.

No quesito design, a dianteira se destaca por conta da grade trapezoidal dupla. A aba superior, pintada de cinza escuro tem formato de colmeia, lembrando o padrão Lexus, acomoda a logomarca da Toyota. Nas versões híbridas, a moldura é na cor prata e o acabamento da logo é azul.

O para-choque recebeu grandes vincos e acomoda os faróis horizontais. Na versão de entrada, os faróis são de halogêneo, enquanto nas demais versões, de LED, assim como os faróis de neblina. Além disso, toda a linha conta com luzes diurnas, o DRL. Feio ficou o escapamento traseiro sendo exibido como uma peça que não deveria aparecer ali. Erraram nesse ponto assim como no freio de estacionamento com acionamento pelo pé. Horrível, parece um pedal esquerdo perdido na cabine.

Apostou no tamanho e deu certo porque até o RAV 4 vai sentir a chegada do Cross. A Toyota preparou um veículo de porte. As dimensões do utilitário são 1,62 metros de altura; 4,46 metros de comprimento; 2,64 metros de distância entre eixos; 1,825 metros de largura; enquanto o porta-malas tem capacidade para até 440 litros.

O Corolla Cross conta com uma longa lista de equipamentos. Desde a versão de entrada estão disponíveis direção eletroassistida progressiva (EPS), espelhos retrovisores externos elétricos e eletro-retráteis, rack de teto longitudinal, sistema de áudio central multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de oito polegadas, entre outros.

As versões XRE, XRV Hybrid e XRX Hybrid ainda adicionam sistema de destravamento das portas por sensores na chave, sistema de partida por botão, limpador de para-brisa com sensor de chuva, enquanto somente a XRE conta com paddle shift no volante.

Para a segurança, a versão de entrada já conta com sete airbags, câmera de ré com projeção na central (as versões mais completas ainda contam com linhas guias dinâmicas), controle eletrônico de estabilidade e de tração, sistema de assistência em subida, sensor de estacionamento traseiro, faróis com acendimento automático e ajuste de altura elétrico, faróis de neblina dianteiros em LED, luz de frenagem emergencial automática, alarme volumétrico e sistema Isofix.

Outra novidade para a versão topo, a XRX Hybrid, é que agora, ela conta com o Toyota Safety Sense atualizado em relação ao que está disponível para o sedã. Agora, o equipamento, além de fazer o alerta de mudança, ele também mantém o veículo na própria faixa. Sem falar que a configuração também passa a contar com o teto solar de fábrica.

Impressões
O carro é silencioso e estável nas curvas. Dirigimos no terreno de provas do interior de São Paulo com direito a testar as duas versões: flex a combustão e híbrida. A pegada do 2.0 é muito mais animadora mas é moda entrar na onda híbrida e pagar mais por isso.

O espaço da cabine é bom e bem mais apresentável no XRX com o couro claro. O Cross é suave e tem porte para pegar os concorrentes Compass e mais na frente o Taos. A marca que larga perto das 4 mil unidades de produção quer ganhar mercado.

A central multimídia também fez um regime e ficou como tela flutuante perdendo a característica da TV de Tubo (fora também do Corolla modelo 2022). Novidades mesmo, já escrevi, o freio de pé que detona o aspecto clássico e limpo do modelo japonês.

O crossover com antena shark no teto (veja que 98% do visual externo é seu forte) tem 161 MM de altura do solo, calça aro 18 225/50 no topo da gama e o porta-malas comporta 440 litros. São medidas bem aceitáveis.

Confira os preços:

XR 2.0 Flex – R$ 139.990
XRE 2.0 Flex – R$ 149.990
XRV Hybrid Flex – R$ 172.990
XRX Hybrid Flex – R$ 179.990

SBD Moura 1

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Lista VIP

Assine nossa lista e receba notícias em primeira mão.