Conheça todas as versões e preços do T-Cross, que parte de R$ 84.990

Algumas horas antes do anúncio oficial dos preços do Volkswagen T-Cross, sites especializados ouviram de concessionários que o preço partiria de R$ 89.990. Esse valor gerou muitas críticas em nossas redes sociais, pois todos, assim como nós, esperávamos um valor mais baixo. E para a felicidade dos consumidores que estão esperando pelo SUV compacto da Volks, o preço de partida ficou abaixo do que o revelado anteriormente. O T-Cross, na versão com motor 1.0 turbo (200 TSI) e câmbio manual de seis velocidades parte de R$ 84.990. Dessa forma, o valor de partida do T-Cross se aproxima de seus principais rivais que parte com câmbio manual, como o Renegade (R$ 72.990) e Creta (R$ 78.990).

LEIA MAIS

+ Comparamos as motorizações do T-Cross com dos rivais. Terá ele vida fácil?

No mês passado, fizemos uma matéria especial sobre o T-Cross com nossas expectativas de preços. E olha que passamos bem perto (veja aqui). Com o valor variando entre R$ 84.990 e R$ 109.990, acreditamos que a Volkswagen conseguiu ficar na média do segmento, o que vai garantir boas vendas do compacto alemão dentro do segmento que mais cresce no Brasil.

A Volkswagen iniciou a pré-venda do T-Cross nesta terça-feira (19). A montadora disponibilizou 800 unidades e, para garantir a compra das primeiras unidades, será preciso pagar um sinal de R$ 5 mil. Faça a reserva aqui (https://prevendatcross.vw.com.br/).

São quatro versões do T-Cross. Ele parte na 200 TSI por R$ 84.990 e seus equipamentos de série: seis airbags, ar-condicionado, assistente de partida em rampas, banco do motorista com ajuste de altura, bancos de tecido, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, direção elétrica, computador de bordo, controle de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial, desembaçador e limpador traseiro, espelhos laterais com ajuste elétrico e setas integradas, faróis de neblina com cornering light, ISOFIX, lanternas traseiras em LED, iluminação diurna em LED, rodas de liga leve de 16″ com pneus 205/60 de baixa resistência a rolagem, rack de teto, sensor crepuscular, sensor de estacionamento traseiro, alarme anti-furto com comando remoto, sistema de som Media Plus com conexão Bluetooth e entrada USB, suporte para smartphone com entrada USB, vidros elétricos com função one-touch e volante multifuncional

Com R$ 10 mil a mais será possível levar o T-Cross 200 TSI (R$ 94.990) com a transmissão automática de seis velocidades, que acrescenta ainda a central multimídia Composition Touch com tela de 6,5 polegadas.

A versão intermediária Comfortline ainda terá o motor 200 TSI (1.0 de 128 cv e 20,3 kgfm de toque) com transmissão automática de seis velocidades. Por R$ 99.990, ele tem de série a mais que o de entrada: ar-condicionado digital, banco do motorista com ajuste da lombar, câmera de ré, rodas de liga leve de 17″ e pneus 205/55, porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço, sistema de frenagem automática pós-colisão, sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, e volante multifuncional revestido em couro com paddle-shift.

A versão topo de linha Highline custa R$ 109.990. É puxada pelo motor 250 TSI (1.4 turbo de 150 cv e 25,4 kgfm de toque) e câmbio automático de seis velocidades. Como itens de série, ela recebe o sistema start-stop, bancos revestidos em couro, iluminação ambiente em LED e detector de fadiga do motorista.

Como opcionais, será possível incluir na versão Highline, o teto-solar, o painel de instrumento digital (Active Info Display), faróis full LED, Park Assist 3.0, central multimídia de 8 polegadas, o sistema de som Beats, entre outros. E a cor laranja de lançamento custa R$ 1.840. Com tudo isso, o T-Cross chega aos R$ 125 mil.

* Com informações de Jorge Moraes

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade