Comparamos versão a versão de Argo e Polo para ajudar na sua escolha

Um dos duelos mais acirrados do mercado nacional sempre gera muita discussão na internet sobre qual a melhor opção de compra: Argo ou Polo. Os hatches compactos da Fiat e da Volkswagen têm suas legiões de seguidores e seguem muito bem neste primeiro ano de vendas. Entre janeiro e julho, Argo emplacou 33.459 unidades contra 39.966 do Polo. Mas qual será a melhor opção de compra? É muito comum ver nas discussões sobre os dois carros que “de entrada o Argo é melhor, enquanto nas versões mais caras o Polo é imbatível”. Será mesmo?

Para responder a essa pergunta é preciso levar em consideração vários fatores, como custo/benefício, motorização e tecnologia, comparando as diversas versões que as duas montadoras oferecem. Foi isso o que fizemos. Colocamos lado a lado as versões de entrada, as intermediárias e as topo de linha dos modelos da Fiat e da Volks.

Argo 1.0 flex (R$ 45.990) X Polo 1.0 MPI (R$ 50.670)

Para tentar alcançar o Polo nas vendas, a Fiat criou uma versão de entrada ainda mais barata do que a Drive 1.0 (R$ 48.990). Ela sai da loja com ar-condicionado, direção elétrica, travas e vidros elétricos e rodas de aço 14 polegadas. É uma versão interessante para quem não se importa com “mimos” que são oferecidos na Drive, como chave canivete com controle remoto e regulagem de altura do banco do motorista.

Cobrando quase R$ 5 mil a mais, o Polo de entrada vem mais “recheado”. Tem rodas de aço de 15 polegadas, sistema de “infotainment” Media Plus, quatro airbags (contra 2 do Argo), ajuste de altura do banco do motorista, além de desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro. Para deixar o Argo de entrada com nível de equipamento próximo ao rival é preciso incluir dois pacotes que custam R$ 1.900. Ainda assim, o Fiat precisa de mais itens para se equiparar ao Volkswagen e para isso é preciso mudar para a versão Drive, que parte de R$ 48.990 e acrescentar o kit Tech que custa R$ 1.500. Dessa forma, Argo e Polo ficam praticamente com o mesmo preço.

VEREDITO: Argo vence! 

Como nas versões de entrada a mecânica dos modelos é bem parecida, vamos levar em conta aqui o custo/benefício para dar a vitória ao Argo. Como muita gente não pode pagar os R$ 50 mil que deixam os dois modelos mais equipados, a Fiat acertou em lançar essa versão mais barata e praticamente sem mimos. Se você tem os R$ 50 mil e está na dúvida entre os dois, ainda sugerimos o Argo Drive com pacote básico de opcionais. Agora, se você quer (e pode) pegar as versões de entrada e incluir todos os mimos que Fiat e Volkswagen oferecem, aí temos que optar pelo Polo. Essa é a ressalva da vitória do Argo. Isso porque, como todos os opcionais, o Volks é mais seguro, pois acrescente controle de estabilidade (ESC) e assistente de partida em ladeira, além de vir com rodas de liga-leve de 15 polegadas. Isso tudo pelos mesmos R$ 55 mil que a Fiat cobra pelo Argo Drive com todos os opcionais que os dos modelos oferecem nessa faixa de preço, como central multimídia sensível ao toque, câmera de ré e sensores de estacionamento.

Argo 1.3 (R$ 53.990) X Polo 1.6 MSI  (R$ 57.190)

Aqui nas versões intermediárias, as vantagens do Polo começam a se sobressair. Na mecânica, o Argo tem um motor de menor cilindrada, que oferece menos potência e torque que o rival (ver fichas técnicas abaixo). A transmissão também dá vantagem ao alemão, que oferece uma versão com transmissão automática de seis velocidades, enquanto o Fiat traz caixa automatizada de cinco velocidades.

Em relação aos equipamentos de série, a lista é bem parecida com a das versões de entrada com a inclusão de opcionais (aquelas versões que ficaram na casa dos R$ 50 mil entre os de entrada 1.0) Nos preços de partida, o Argo sai mais de R$ 3 mil mais barato que o Polo. Entretanto, ao incluirmos todos os pacotes opcionais, o Argo passa para R$ 62.780, enquanto o Polo chega até R$ 61.986 e oferece mais itens de tecnologia a bordo e segurança.

VEREDITO: Polo vence!

Se você tem só R$ 54 mil para comprar Argo ou Polo com motorização maior sugerimos que você junte mais R$ 3 mil para levar o Volkswagen. Além da mecânica mais forte dos motores, o Polo é melhor equipado nesse preço de partida. Com todos os opcionais incluídos, o hatch alemão se sobressai ainda mais, pois é mais barato e oferece mais equipamentos, como rodas de liga-leve 15’’, ESC e assistente de partida em ladeira.

Nas versões sem o pedal de embreagem, o Fiat mais uma vez larga mais barato (R$ 59.590), mas tem uma caixa automatiza de cinco velocidades contra uma automática de seis do Volks (R$ 62.690). Com todos os opcionais, nesse caso, o Argo fica mais barato (R$ 65.180) que o Polo R$ (67.486), mesmo assim, o Volkswagen tem melhor custo/benefício pela transmissão mais moderna e mais equipamentos a bordo e de segurança.

Argo 1.8 Precision AT (R$ 68.290) X Polo Comfortline 200 TSI AT (R$ 68.120)

Chegamos perto das versões mais caras de nossos competidores e definimos que só vamos comparar as versões automáticas por dois motivos: primeiro porque o Polo não oferece opção manual nas suas versões mais caras; segundo porque nessa faixa de preço a escolha natural do consumidor é por não ter o pedal de embreagem.

De cara, notamos que, pela primeira vez, o Argo larga mais caro que o Polo, mas isso é explicado por alguns mimos que a Fiat oferece de série que a Volks não dispões no Comfortiline, como descanso para o braço e sistema star/stop para economia de combustível.

VEREDITO: Polo vence!

O nível de equipamentos de série nessas versões é muito parecido. Os dois hatches saem muito bem equipados da loja, mas o Polo vence por alguns fatores técnicos. Apesar de ter um motor de menor cilindrada (1.000 contra 1.800) e ter menos cavalos de potência (139 cv contra 128 cv), o Volks anda melhor, pois tem mais torque (20,4 kgfm contra 19,3 kgfm) em baixa rotação. Esse conjunto mecânico alemão também é mais econômico, pois conta com duas tecnologias (turbo e injeção direta) que o italiano não oferece.

Se pegarmos essas versões e incluirmos todos os opcionais, como ar-condicionado digital, botão de partida e rodas de liga-leve de 16’’, o Polo passa para R$ 73.025, enquanto o Fiat dá um salto para R$ 78.090. Essa diferença do R$ 5 mil a mais no Argo não lhe dá vantagem na lista de equipamentos, pois o Polo adiciona sensores de estacionamento dianteiros, porta-luvas refrigerados e sensor de fadiga, itens indisponíveis no Fiat.

Argo 1.8 HGT AT (R$ 71.990) X Polo Highline 200 TSI AT (R$ 73.250)

Agora vamos tratar das versões mais caras de Argo e Polo. O Volks volta a largar mais caro e o nível de equipamento de série é bem parecido, com vantagem para o Volks que sai da loja com descanso para o braço do motorista e 4 airbags de série. No Fiat, para adicionar as bolsas laterais de proteção é preciso pagar mais R$ 2.500. Vocês devem ter notado que não falamos no quesito “beleza” de nossos competidores, pois isso é uma questão bem subjetiva e vai do gosto de cada um. Mas é impossível não se impressionar com o visual do Argo nessa versão HGT. Os designes da Fiat foram mais ousados que os alemães e deram mais esportividade ao seu hatch.

VEREDITO: Polo vence!

A vitória do Polo nessa versão é inquestionável principalmente quando acrescentamos todos os opcionais disponíveis. O Argo pula para R$ 81.420, enquanto o Polo vai para R$ 80.160. Mesmo sendo um pouco mais barato, o Volks oferece rodas de 17 polegadas e itens de tecnologia que colocam o Polo, um hatch compacto, em patamar premium, como a central multimídia Discover Media de 8 polegadas e sensor de aproximação (mesma do Golf e Tiguan), além do incomparável Active info Display, um painel digital de encher os olhos.

* Em todas as versões, fizemos a configuração com cor sólida, que não acrescenta custo ao carro.

** Todos os valores foram retirados dos configuradores de vendas dos sites oficiais da Fiat e Volkswagen e podem sofrer alteração dependendo da região do país.

Fichas técnicas

Argo 1.0 Firefly
Potência (cv): 77 (e) 72 (g)
Torque (kgfm): 10,9 (e) 10,4 (g)
Velocidade máxima: 162 km/h
Tempo (0 a 100 km/h): 13,4 segundo

Polo 1.0 MPI
Potência (cv): 84 (e) 75 (g)
Torque (kgfm): 10,4 (e) 9,7 (g)
Velocidade máxima: 170 km/h
Tempo (0 a 100 km/h): 13 segundos

Argo 1.3 firefly MT
Potência (cv): 109 (e) 101 (g)
Torque (kgfm): 14,2 (e) 13,7 (g)
Velocidade máxima: 184 km/h
Tempo (0 a 100 km/h): 10,8 segundos

Polo 1.6 MSI MT
Potência (cv): 117 (e) 110 (g)
Torque (kgfm): 16,5 (e) 15,8 (g)
Velocidade máxima: 193 km/h
Tempo (0 a 100 km/h): 10,6 segundos

Argo 1.8 E.Torq AT
Potência (cv): 139 (e) 135 (g)
Torque (kgfm): 19,3 (e) 18,8 (g)
Velocidade máxima: 191 km/h
Tempo (0 a 100 km/h): 10,4 segundos

Polo 200 TSI AT
Potência (cv): 128 (e) 116 (g)
Torque (kgfm): 20,4 (e) 20,4 (g)
Velocidade máxima: 192 km/h
Tempo (0 a 100 km/h): 9,6 segundos

Dimensões comuns em todas as versões

Fiat Argo
Altura (mm) 1.507
Largura (mm) 1.750
Comprimento (mm) 4.000
Entre-eixos (mm) 2.521
Tanque 48 litros
Porta-malas 300 litros

Volkswagen Polo
Altura (mm) 1.461
Largura (mm) 1.751
Comprimento (mm) 4.053
Entre-eixos (mm) 2.548
Tanque 52 litros
Porta-malas 300 litros

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade