Nós testamos

Chevrolet S10 veste roupa nova mas ainda carece de modernidade

A linha 2021 da Chevrolet S10 atualizou o visual de uma das picapes mais queridas do mercado brasileiro. Novas tecnologias foram acrescentadas, como internet wi-fi e frenagem autônoma de emergência, mas, ainda assim, o utilitário carece de um ar de modernidade na cabine, que podemos sentir em versões mais caras de concorrentes, como Ford Ranger e Nissan Frontier.

Testamos a versão High Country, que é a mais cara da gama e custa R$ 234.366. A picape tem um visual imponente, com a nova grade em black piano que estampa o nome Chevrolet em letras garrafais e a tradicional borboleta dourada descolada do centro. Ela chama a atenção por fora.

Mas quando entramos na cabine da S10 não sentimos a presença da modernidade. O volante antigo é o cartão de visita que precisava ter sido mudado. Ao lado dele, a entrada para chave na ignição dá o tom de anos 90 ao utilitário. Pode uma picape que custa mais de R$ 230 mil não ter botão de partida? Chevrolet e Volks (com a Amarok) precisam rever isso urgentemente.

Na versão que testamos, você pode ligar o carro sem girar a ignição, mas para isso precisa estar fora do carro. A S10 tem partida remota, mas ao entrar na cabine é preciso enfiar a chave para acionar a parte elétrica da picape. É um bom exemplo dessa mistura de analógico e digital na cabine do utilitário.

No quesito segurança a S10 manda bem. Além do alerta de colisão frontal, alerta de saída involuntária de faixa e controle eletrônico de estabilidade e tração, a picape conta agora com o sistema de frenagem autônoma de emergência, que freia o veículo automaticamente ao identificar uma situação de risco envolvendo o veículo à frente ou um pedestre que esteja cruzando a dianteira.

Este recurso funciona de 8 km/h a 80 km/h e pode mitigar ou mesmo evitar um acidente. Ele entra em ação quando percebe que o condutor está distraído ou que o veículo logo à frente realizou uma manobra abrupta.

Ainda dentro do capítulo proteção aos ocupantes, a S10 vem agora equipada de série com 6 airbags em todas as configurações. Até então, este era um item exclusivo da versão High Country. A picape também vem com sistema Isofix e Toptether para fixação de cadeirinha infantil nas versões de cabine dupla.

O motor 2.8 turbodiesel que já não decepcionava ficou ainda melhor com a atualização que ganhou na linha 2021. A novidade foi a adoção de uma nova turbina, a mesma que equipa a picape Chevrolet Colorado norte-americana. Na prática, a picape ficou mais esperta nas saídas. Para a integração da nova turbina, a engenharia trabalhou numa nova calibração para o motor de 200 cavalos de potência e 51 kgfm de força.

ME CONHEÇA MAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Lista VIP

Assine nossa lista e receba notícias em primeira mão.