Austríaco Milan Red quer desbancar nada menos que o Bugatti Chiron

O mercado dos hiperesportivos não é para fracos. Poucas montadoras ousam entrar nesse segmento de automóveis com mais de 1.000 cavalos de potência e que alcançam os 400 km/h. Bugatti e Koenigsegg são as principais marcas entre os supervelozes, mas tem uma empresa austríaca, a Milan Automotive, que quer desbancar o reinado do Bugatti Chiron, carro de produção mais rápido do mundo, como seu Milan Red. Segundo informações da revista Turbo, o modelo tem 1.325 cv de potência e o preço na Europa das 99 unidades produzidas ficará acima de 2 milhões de euros.

O motor V8 com quatro turbos acoplado a uma transmissão de dupla embreagem de sete velocidades faz com que o Milan Red acelere de 0 a 100/km/h em apenas 2,47 segundos, aos 200 km/h em 5,46s e aos 300 km/h em 9,98s. A velocidade máxima, segundo a empresa, ultrapassa os 400 km/h.

Os números do Milan Red são impressionantes, principalmente se comparados aos do Chiron. O hiperesportivo franco-italiano tem motor 8.0 de quatro turbos e 1.520 cv de potência e 163 kgfm de torque, com aceleração de 0 a 100 em 2,5 segundos e velocidade máxima de 420 km/h. O preço na Europa é de 2,4 milhões de euros. Será que o modelo austríaco vai tirar o Chiron do pódio?

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade