As 10 coisas que você precisa saber sobre o Jetta GLI, que chega em junho

A versão esportiva do Jetta será apresentada oficialmente na próxima semana, no dia 6 de junho. A Volkswagen confirmou que o sedã topo da gama estará nas lojas no mesmo mês. Desde o lançamento da nova geração do Jetta, no ano passado, havia muita expectativa pela chegada da versão puxada pelo conjunto mecânico do Golf GTI. O motor 2.0 turbo (350 TSI) rende 230 cv de potência e 35,7 kgfm de torque, distribuídos pela transmissão DSG de dupla embreagem e seis velocidades. Com esse powertrain, o Jetta GLI, sedã importado do México, vai chegar aos 100 km/h em menos de 7 segundos.

LEIA MAIS

+ Decolou? Jetta foi um dos carros que mais cresceu nas vendas neste ano

+ Conheça o Jetta GLI, a versão esportiva que faltava para o sedã da Volks

A grande questão que fica agora para o lançamento é o preço do Jetta GLI. Levando em conta que a versão R-Line parte de R$ 120 mil, acreditamos que o topo da gama não sai por menos de R$ 144.990, chegando até próximo dos R$ 155 mil com os opcionais (como teto solar).

Nesta sexta (31), a Volks revelou as primeiras imagens oficiais do “nosso” Jetta GLI. Ele aparenta não ter a mesma “agressividade” do visual da unidade norte-americana (galeria no final da matéria), mas ainda sim se destaca das demais versões por aqui vendidas. Saberemos mais na próxima semana, quando veremos e testaremos o carro em São Paulo.

A Volks também divulgou um “guia rápido” sobre o novo Jetta GLI, com 10 pontos de curiosidades sobre o sedã. Acompanhe:

1 – Ele é o 13º de 20 lançamentos

O GLI reforça a ofensiva de sedãs da Volkswagen no mercado brasileiro, iniciada com o Virtus, depois o Voyage com câmbio automático e Novo Jetta. Ele faz parte da lista de 20 lançamentos previstos até 2020, dentro do conceito da Nova Volkswagen.

2 – A origem do nome

A nomenclatura GLI nasceu nos anos 80, nos Estados Unidos, como parte da estratégia de esportivos da Volkswagen no mundo, e se refere aos modelos de topo de gama, trazendo todo o apelo dos modelos GTI à classe refinada dos sedãs. Daí a origem do nome Gran Luxury Injection (GLI). É a primeira vez que a Volkswagen oferece no Brasil o Jetta GLI.

3 – Ele é a reconexão da marca com entusiastas

Se você é brasileiro(a) e tem mais de 30 anos, muito provavelmente já ouviu falar nas siglas GT ou GTS. O GLI tem tudo para ser a reconexão da Volkswagen com aquele consumidor brasileiro que sonhava em ter um esportivo nos anos de 1980 e 1990.

4 – Conte até 7

Nesse tempo de contagem, o Jetta GLI teria saído da imobilidade e ultrapassado os 100 km/h. Na verdade, são apenas 6,8 s. A velocidade máxima é de 250 km/h. São 230 cv “orquestrados” pela transmissão automática DSG de seis marchas. O sistema de direção é progressivo, que permite fazer curvas com menor movimentação do volante, e a suspensão é independente nas quatro rodas.

5 – Design exclusivo

Para-choques dianteiro e traseiro, grade com elementos em formato de colmeia, friso horizontal vermelho conectando os faróis,  faróis Full LED do Jetta GLI, difusor e aerofólio na tampa do porta-malas. Tudo é novo no GLI.
O interior escuro destaca os detalhes esportivos, como: forração do teto, colunas, laterais das portas, painel e bancos.

6 – Completaço

“Active Info Display” (painel digital), volante multifuncional de couro com shift paddles, bancos de couro (os dianteiros contam com regulagem elétrica e sistema de aquecimento – o do motorista tem três posições de memória), sistema de seleção do perfil de condução e iluminação ambiente ajustável em 10 tonalidades são de série. Até as primeiras revisões (10.000 km, 20.000 km e 30.000 km) fazem parte do pacote. Sim, são de graça!

7 – Conectado

No quesito conectividade, nada menos do que o sistema de infotainment mais avançado entre os sedã médios no Brasil: o “Discover Media” com tela de 8”, que permite conectividade avançada com os smartphones por meio do App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink) e oferece navegação integrada.

8 – Digitalizado

O GLI traz o “manual cognitivo” – que usa IBM Watson para responder aos motoristas questões sobre o veículo, incluindo informações contidas no manual do carro. Essa solução permite uma experiência tecnológica de interagir com o veículo.

9 – Sobe o som!

Também é item de série: sistema de som da grife Beats, com 300 watts e amplificador digital de 8 canais. O som de alta fidelidade é fornecido por 4 alto-falantes, 2 tweeters e um subwoofer com ajustes especiais. O Jetta GLI é o único sedã médio do mercado nacional que conta com esse sistema premium de som.

10 – Segurança reconhecida mundialmente

O Jetta atingiu a nota máxima de segurança em testes realizados pelo National Highway Traffic Safety Administration – NHTSA (órgão de segurança nos Estados Unidos). O Jetta GLI conta com controlador automático de velocidade (ACC), Front Assist com função City Emergency Braking, Sistema de Frenagem Pós-Colisão, Função de Frenagem de Manobra (RBF) e regulagem automática do farol alto (FLA). São seis airbags e sistema Isofix para fixação de cadeirinhas de criança.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade