Mercado

Após indecisão da Renault, FCA retira proposta de fusão entre as marcas

O Conselho de Administração da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), reunido na noite de quarta-feira (5), decidiu pela retirada com efeito imediato da proposta de fusão feita ao grupo Renault. O anúncio foi feito logo após a Renault anunciar que não havia conseguido aprovar a fusão devido a um pedido de adiamento da decisão feito pelo governo francês.

Em nota, a FCA afirmou que “permanece firmemente convencida quanto à lógica sólida e transformadora da proposta, que foi amplamente apreciada desde a sua submissão, cujos termos e estrutura foram cuidadosamente equilibrados para entregar benefícios substanciais para todas as partes. Entretanto, ficou claro que as condições políticas na França inexistem neste momento para o prosseguimento bem-sucedido de tal combinação”.

A FCA agradeceu ao Grupo Renault, em particular ao seu presidente e ao seu CEO, e também aos parceiros da Aliança na Nissan Motor Company e na Mitsubishi Motors Corporation, pelo engajamento em todos os aspectos da proposta. “A FCA continuará alcançando seus objetivos por meio da implementação de sua estratégia independente”.

Relembre

+ FCA e Renault podem anunciar fusão e criar gigante do setor automotivo

Baixe meu E-book

Inscreva-se para receber seu e-book gratuitamente

Acompanhe nosso canal

RET Audi Junho
300×250 NEO Blindados