Aliança Volkswagen e Ford vai gerar picapes médias e vans

Detroit – A união faz a força. Você cresceu ouvindo a frase dita pelos professores em sala de aula. Lembram do trabalho em grupo? Hoje em Detroit, Ford e Volkswagen anunciaram uma aliança diferente do que foi a Autolatina, nada de comparações nesse sentido. O acordo sem participação acionária permitirá às empresas desenvolver juntos picapes e vans a partir de 2022 quando nascerá a primeira picape média da união. O comunicado foi feito pelos CEO da Volkswagen, Dr. Herbert Diess e o da Ford, Jim Hackett. Espere daí novas Amarok e Ranger. Quanto à América do Sul nada foi dito por enquanto.

Lyle Watters, presidente da Ford Brasil, destacou a liderança da empresa no projeto Ranger/Amarok. Mas é muito importante que os produtos sejam diferenciados, disse o executivo, que destacou o foco na expansão dos resultados. “Temos opções mas ainda não estamos no ponto de falar onde a produção irá acontecer. Precisamos ver onde as oportunidades estão.” A Ranger atual é feita na planta de Pacheco, na Argentina.

A promessa é de ganhos de escala e eficiência para as montadoras compartilharem suas experiências e nesse terreno de picapes, por exemplo, a Ford domina o setor com a Série F (que não está no plano). Quanto às vans o terreno é meio a meio com a Volkswagen dominando a área das vans urbanas. No comunicado, as marcas escreveram que a cooperação em vans comerciais e picapes renderá um melhor resultado operacional anual a partir de 2023. Mas o outro lado, da conectividade, também foi destacado. As empresas assinaram um memorando de intenções para estudar a colaboração em veículos autônomos, serviços de mobilidade e veículos elétricos.

Os carros do futuro estão na rota da aliança que vai explorar o melhor potencial de cada parte. A conectividade norte-americana e os programa alemão dos autônomos vão trazer uma cadeia de benefícios, dos quais já tivemos acesso na CES2019, encerrada na semana passada em Las Vegas. A Ford deu um passo à frente na concepção da tecnologia carro, celular e o ser humano na C-V2X. Por lá, em Vegas, deu para entender também que o veículo do amanhã não precisa ser autônomo para ser inteligente.

Na carta de imprensa, às empresas também afirmaram estar abertas a considerar outros programas conjuntos de veículos no futuro com acerto desses detalhes da parceria nos próximos meses.

Processo

A aliança, que não envolve a troca de ações entre as duas empresas e será dirigida por um comitê conjunto. Esse comitê será liderado por Hackett e Diess e incluirá executivos de ambas as empresas. O acordo permitirá o compartilhamento de custos.

O volume total de veículos comerciais leves das empresas em 2018 somou cerca de 1,2 milhão de unidades em todo mundo é a Ford será responsável por projetar e fabricar picapes médias para ambas as empresas, que devem chegar ao mercado já em 2022. A Ford também ficará com a parte das vans comerciais maiores para a Europa enquanto a Volkswagen vai desenvolver e construir uma van urbana.

Publicidade

Artigos Recentes

Publicidade
Publicidade