Renegade 2019 é apresentado com novidades no estilo, tecnologia e com porta-malas maior

O Renegade 2019 foi oficialmente lançado pela Jeep. Como antecipamos recentemente, as mudanças não são profundas, mas podemos destacar a iluminação frontal de LED, a nova tela multimídia com 8,4 polegadas, novas rodas, entre elas uma exclusiva de aro 19”, novo para-choque nas versões Flex com maior ângulo de entrada da e a configuração Limited  que agora tem sete air bags de série. A maior novidade, porém, está no porta-malas (alvo de muitas reclamações), que cresceu em 47 litros de capacidade. A versão para PCD está confirmada ao preço de R$ 69.999 (veja tabela de preços no final da matéria) 

LEIA MAIS

Jeep Compass 2019 tem novos equipamentos e preços ajustados

Muitos fãs esperavam a mudança na motorização, como aconteceu na no modelo Europeu que passou a oferecer a versão 1.3 turbo. Por aqui, nenhuma novidade. Embaixo do capô, a mecânica segue a mesma com os motores 1.8 flex de 139 cv com transmissão automática de 6 marchas ou manual de cinco, e o 2.0 turbodiesel de 170 cv e câmbio automático de 9 velocidades. A Jeep deixou em aberto a possibilidade de trazer a motorização turbinada, que já existe em outros mercados e está sendo adaptada para ser “beber” gasolina e etanol (flex). Quem sabe em 2019 já não estará entre nós?

Voltando as alterações do novo Regenade, como é chamado, ficou até difícil diferenciá-lo da linha 2018 em nossa visita ao Polo Automotivo da FCA em Goiana, quando o modelo estava na linha de montagem. É preciso olhar com atenção para a grade frontal, agora, com novo desenho, mais largo e está ainda mais alinhado com o da nova geração do Jeep Wrangler. Os faróis e lanternas em LED, também receberam alterações e deixaram o SUV com uma cara levemente mais “invocada”.

Nas versões Flex, outra novidade é o para-choque dianteiro, que proporciona ao modelo um dos mais amplos ângulos de ataque da categoria, de até 28°, nas opções Diesel, chega a 30º. Na prática, isso significa aumento de capacidade off Road do modelo.

Na parte traseira única mudança em relação ao modelo anterior é maçaneta para a tampa do porta-malas, mais intuitiva e fácil de achar. As lanternas em LED não foram introduzidas no Brasil (elas estão nas versões da Europa e EUA). Fora isso, o porta-malas ganhou mais 47 litros na capacidade, chegando agora a 320 litros: a exceção é o Trailhawk, que manteve o estepe full size por conta de sua vocação maior para o fora de estrada.

O Renegade 2019 tem novas versões e possibilidades de personalização

Sempre de liga leve, as rodas ganharam novos desenhos em todas os Renegade, com destaque para o Limited, que exibe aros de 19” polegadas, medida exclusiva no segmento. Por sinal, nessa configuração, as rodas têm duas inéditas opções de cor, de acordo com a pintura da carroceria.

Quando o Renegade Limited é Cinza Antique, os contornos das aberturas da grade dianteira e as rodas são grafite. Se o veículo é na cor Deep Brown (disponível apenas nesta versão), tais detalhes ostentam acabamento bronze, com a grade grafite. Nas demais tonalidades do Renegade Limited, a grade, as rodas e outros pontos são em prata acetinado. Há duas novas pinturas: Jazz Blue e Billet Silver, esta exclusiva para os Longitude.

Mais conectividade

A partir das versões Longitude, o Novo Renegade 2019 passa a contar com a maior tela multimídia da categoria, de 8,4 polegadas. Ela faz parte do mesmo sistema Uconnect aplicado no “irmão maior” Jeep Compass, outro sucesso sem paralelo no segmento. Dessa forma, é possível parear o smartphone por meio das interfaces Android Auto e Apple Car Play, para acessar pelo monitor do veículo aplicativos de navegação, como Google Maps e Waze e de música, a exemplo do Spotify e Deezer, apenas para citar alguns. O Uconnect 8,4” permite ainda acessar as funções do ar-condicionado remotamente, por toques no monitor ou por comandos de voz. Por sinal, o tempo de resfriamento da cabine, em qualquer versão, ficou 20% mais rápido, graças a melhorias no sistema.

Mas já nas configurações Sport 1.8 Flex, com câmbio manual ou automático, o Renegade tem de série o Uconnect 5”, com tela de toque e câmera de ré incorporada. A segunda entrada USB, que ficava dentro do porta-objetos central, agora está voltada para os passageiros traseiros, “democratizando” a utilização.

Confira abaixo um resumo dos novos itens que passaram a ser de série em cada versão:

1.8 Flex AT6 (PCD) – rodas de liga leve de 16 polegadas;

Sport 1.8 Flex MT5 e AT6 – sistema multimídia Uconnect com tela de toque de 5” e câmera de ré;

Longitude 1.8 Flex AT6 e 2.0 Diesel AT9 4×4 – sistema multimídia Uconnect com tela de toque de 8,4“, compatível com interfaces Android Auto e Apple Car Play e controle do ar-condicionado pelo monitor ou comandos de voz;

Limited 1.8 Flex AT6 – faróis principais e de neblina de LED, luzes diurnas de LED, dois air bags laterais, dois de cortina e um para os joelhos do motorista;

Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4 – faróis principais e de neblina de LED e luzes diurnas de LED.

Tabela oficial de preços do Renegade 2019

1.8 Flex (exclusivo p/ PCD) – R$ 69.999

Sport 1.8 Flex MT5 – R$ 78.490

Sport 1.8 Flex AT6 – R$ 83.990 

Longitude 1.8 Flex AT6 – R$ 96.990 

Limited 1.8 Flex AT6 – R$ 103.490

Longitude 2.0 Diesel AT9 4×4 – R$ 125.490

Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4 – R$ 136.390

7 Answers

  1. Luiz Sérgio Mazzoni Filho
    17 de outubro de 2018 at 15:09

    Uma pergunta: Não localizei o preço do Renegade Limited Diesel que é a versão que me interessa no momento. Poderia me informar se estará disponível e o preço? Aliás, muito boa a reportagem. Sempre acompanhando suas matérias. Grande abraço.

    1. Jorge Moraes
      17 de outubro de 2018 at 16:05

      Olá Luiz. Essa versão não faz mais parte da gama do Renegade. Limited só flex. Diesel agora só nas versões Longitude e Trailhawk.
      Obrigado por acompanhar nosso trabalho. Grande Abraço.

    1. Jorge Moraes
      17 de outubro de 2018 at 17:07

      obrigado Alvaro. O que sabemos é que a Jeep vai manter o modelo PCD como 2018/2018. Não nos deram prazo para a estreia do PCD na linha 2019.
      Grande abraço

    1. Raimundo A.
      18 de outubro de 2018 at 11:46

      Provalmente é sem desconto, pois este valor a nível promocional era cobrado pela Custom. Segundo li, com os descontos tributários fica abaixo dos R$ 60 k.

  2. Raimundo A
    18 de outubro de 2018 at 10:45

    Vendo o mercado e o feito pela montadora, certas coisas não entendo e outras poderiam ser previsíveis. O Renegade com motor a diesel é facilmente visto na versão Sport e quando criaram a Custom, ainda vi algumas dessas. Raridade é ver a Limited diesel, que salvo engano era mais cara que a Trailhawk.

    A Jeep com essa mudança visual faz a Sport parecer a Custom, tanto é que flagras em concessionárias mostram algumas novas sem o farol de neblina, embora eu vi e fiz registros de várias com farol de neblina. Além disso, elimina a Sport diesel que ao meu era a que mais vendia com esse motor, exceto se a Longitude passou a vender mais. Talvez com a preferência por CMM maiores e a Longitude passa a ter isso, a marca deve pensar que os consumidores do Renegade a diesel iriam pagar um pouco mais para ter a Longitude diesel e assim a Sport, que visualmente ficou mais simples, perderia terreno. Seria uma, digamos, medida de precaução evitar uma versão ter problemas no mercado.

    Acertado tirar a Limited diesel, provavelmente pela baixa demanda, para poderiam ofertar como opcional os faróis em LED para a Longitude. Fora isso, pelo preço da Limited, acredito que quem bancava a cara diesel queria mais luxo com desempenho e agora só tendo Limited flex, tende se comportar como a antiga flex, vender pouco no mix geral visto que há quem pese mais desempenho pelo preço a oferta de equipamentos. Este entrave só deve melhorar com os esperados motores turbo flex.

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios