Novo Jetta é referência no uso da tecnologia para a segurança dos passageiros

O Jetta 2019 teve um lançamento aguardado e muito badalado no mês passado. Já andamos no carro, detalhamos os equipamentos de série na cabine e agora chegou a hora de tocarmos num assunto que é vital para quem está dentro do carro: itens de segurança.

Não é de hoje que falar em segurança automotiva não se resume apenas a freios ABS ou número de airbags (o Jetta, aliás, possui seis). Cada vez mais, as montadoras buscam na tecnologia formas de evitar os acidentes para que as bolsas de ar não precisem nunca ser usadas pelos passageiros. A Volkswagen tornou-se referência mundial nesse quesito e, no Brasil, vem se destacando nos últimos anos com todos os lançamentos com nota máxima nos testes de colisão.  

No Jetta, a montadora alemã reuniu todos os itens de tecnologia que possui em sua gama de automóveis. O sedã médio tem uma lista ampla de equipamentos e, muitos deles, sequer são oferecidos como opcionais entre seus principais rivais, como Toyota Corolla e Honda Civic.

Se você gosta de tecnologia e se preocupa com a sua segurança e das pessoas que estão no carro, aproveite para conhecer, detalhadamente, como cada sistema atua:

BSW (Bremsscheibewischer – Limpeza Automática dos Discos de Freio)  Inovador sistema que identifica situações de discos de freio molhados, em condições de chuva. O sistema de freios trabalha para aproximar as pastilhas dos discos de freio dianteiros, em frações de segundo e de forma imperceptível para o motorista, com o objetivo de secar os componentes e garantir o menor espaço de frenagem possível.  O BSW atua acima de 70 km/h e com o limpador de para-brisa acionado.

ACC (Controlador adaptativo de distância e velocidade)

Esse sistema – mais uma exclusividade do Novo Jetta em seu segmento – usa um sensor de radar integrado à dianteira do carro para manter velocidade selecionada pelo motorista, assim como uma distância pré-definida do veículo à frente, freando ou acelerando em função do tráfego – e é capaz de frear até a imobilidade quando o carro da frente para, mas sob a condição de que o motorista mantenha as mãos no volante e participe da condução, para que possa intervir a qualquer momento.

Após acionado pelo motorista, o ACC do Novo Jetta R-Line 250 TSI também pode arrancar novamente de forma automática. A dinâmica do sistema pode ser modificada individualmente pela seleção de um dos programas de direção do seletor de perfis.

Front Assist (Sistema de monitoramento frontal)

O Front Assist usa um sensor por radar integrado à frente do veículo que monitora constantemente a distância dos veículos adiante. O Front Assist ajuda o motorista em situações críticas pré-condicionando o sistema de freios e alertando o condutor por meio de sinais (visual ou sonoro) – ou, em um segundo estágio, por meio de um breve solavanco. Caso o motorista não freie forte o suficiente, o sistema automaticamente gera força de frenagem para tentar evitar uma colisão.

Se ainda assim o motorista não reagir, o Front Assist freia o carro automaticamente para proporcionar mais tempo para reação. Teoricamente, isso permite que o motorista evite uma colisão iminente ou, pelo menos, reduza a velocidade do impacto. O sistema também auxilia o motorista dando um sinal caso o carro se aproxime demais do veículo à frente.

City Emergency Braking (extensão do Front Assist)

Usando um sensor por radar, ela monitora a área à frente do carro. O sistema funciona abaixo de 30 km/h. Se houver perigo de colisão com um veículo andando ou parado à frente do carro e o motorista não reagir, o sistema de freios é pré-condicionado da mesma forma que com o Front Assist. Se necessário, o City Emergency Braking começa a frear com força para reduzir a severidade do impacto. O City Emergency Braking pode evitar uma colisão frontal iminente no último segundo.

Função de Frenagem de manobra (RBF) 

Trata-se de mais uma tecnologia inédita no segmento que é de série no Novo Jetta. Esse recurso de segurança freia o veículo automaticamente ao detectar a aproximação de objetos no campo de atuação dos quatro sensores de estacionamento traseiros. Sempre que o RBF atua nos freios, o motorista é avisado por meio de um alerta sonoro e um aviso no painel de instrumentos.

O sistema RBF atua em velocidades de 1,5 km/h e 10 km/h, com objetivo de diminuir os danos em pequenas colisões. A função de frenagem de manobra pode ser desligada por meio do menu, no sistema de infotainment.

Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão

O Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual. O acionamento do sistema de frenagem pós-colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags.

A frenagem do veículo pelo sistema é limitada pela unidade de controle do ESC a uma desaceleração máxima de 0,6 m/s. Esse valor é igual ao nível de desaceleração do City Emergency Braking e permite que o motorista possa assumir o comando do carro mesmo na ocorrência da frenagem automática.

Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC)

Esse sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica está para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

XDS+ (bloqueio eletrônico do diferencial)

Uma função integrada ao controle eletrônico de estabilidade (ESC) para melhorar o comportamento dinâmico do carro. O XDS+ aumenta a agilidade e diminui a necessidade de movimentação do volante por meio de intervenções seletivas nos freios das rodas internas às curvas nos dois eixos e permitindo uma transferência do torque disponível do motor para as rodas externas. Além disso, o XDS+ funciona com quaisquer condições de aderência do piso. Isso resulta em uma dirigibilidade mais precisa, com mais tração e agilidade nas curvas.

 HHC (Hill Hold Control) ou controle de assistência de partida em rampa

Em aclives acima de 5%, o sistema mantém o veículo freado por até 2 segundos, após o motorista aliviar o pedal do freio. Os freios são liberados progressivamente durante a aceleração, permitindo a partida do veículo com mais conforto e tranquilidade em rampas.

 Detector de fadiga

Esse sistema detecta a perda de concentração do motorista e o alerta por meio de um sinal sonoro durante cinco segundos. Uma mensagem visual também aparece no painel de instrumentos, recomendando uma parada para descanso. Se o motorista não parar dentro dos próximos 15 minutos, o aviso é repetido.

Logo no início de cada viagem, o sistema analisa vários fatores, inclusive o comportamento individual do motorista ao volante. Durante a viagem, o sistema de detecção de fadiga avalia continuamente vários sinais, como o ângulo de esterço do volante. Se os dados do monitoramento indicarem um desvio do comportamento registrado no início da viagem, são acionados os sinais sonoro e visual.

 FLA – Front Light Assist (Assistente de luz para farol alto) 

Sistema opera ativando ou desativando automaticamente o facho alto do farol. O FLA analisa o tráfego à frente do Novo Jetta ou em sentido contrário por meio de uma câmera instalada no para-brisa e automaticamente controla a ativação do farol alto. O sistema opera a partir da velocidade de 60 km/h

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios