Novo Jetta chega ao Brasil em patamar elevado e preço partindo de R$ 109.990

O Jetta chega ao Brasil em sua sétima geração recheado de tecnologia, mas, em compensação, com preços de sedã premium. Vendido, por enquanto, em duas versões de acabamento, o sedã médio da Volks parte de R$ 109.990 para Comfortline e R$ 119.990 para o R-Line. Ambos são equipados com propulsor 200 TSI, ou seja, tem sob o capô um motor 1.4 turbo de 150 cv e 25,4 kgfm de torque. A transmissão é sempre automática de seis velocidades.

Produzido sobre a Estratégia Modular MQB, o sedã traz uma série de inovações, como iluminação ambiente da cabine, faróis e lanternas de LED; novas proporções de carroceria, além de acabamento interno premium.

Com design mais arrojado que a versão anterior, melhor aproveitamento de espaço interno e tecnologias de classes superiores, o novo Jetta espera tirar clientes dos líderes japoneses Corolla e Civic.

Produzido em Puebla, no México, o novo Jetta chega ao mercado brasileiro em outubro com três anos de garantia de fábrica, sem limite de quilometragem, e, além disso, tem as três primeiras revisões gratuitas.

Design

Comparado com a geração anterior, o Novo Jetta cresce em todas as direções. É mais longo, largo e alto. As proporções exteriores aumentadas significam também mais espaço interno. O novo Jetta mede 4.702 milímetros (mm) de comprimento. A largura é de 1.799 mm e a altura é de 1.474 mm. Mas o que mais chama a atenção é o entre-eixos: são 2.688 mm.

O novo Jetta traz o DNA de Design da Volkswagen, com traços “limpos”, modernos e uma aparência geral refinada. A combinação de uma grande grade dianteira e linhas definidas, enquanto a adição de cromados e iluminação LED conferem sofisticação ao sedã.

O estilo da seção traseira, bem parecido com o Virtus, é definido pelos traços que vão da tampa do porta-malas e se estendem até a linha de ombro. O interior é todo novo. Há mais espaço para a cabeça e ombro do que a geração anterior. O sedã traz novas cores de tecido e acabamentos de porta.

Versão “esportiva”

O Jetta R-Line leva estilo esportivo do sedã médio. O visual frontal é marcado pelas grades em preto brilhante. O logo R-Line aparece na grade frontal e nos para-lamas dianteiros. Além disso, o teto do novo Jetta R-Line também é pintado de preto.

A cabine traz ambientação escura, com o teto e as colunas forrados em preto. O acabamento é acinzentado e os apliques utilizados são diferenciados. O volante é exclusivo, com base achatada e logotipo alusivo à versão. Na traseira, o destaque fica com os detalhes cromados na parte inferior do para-choque.

Duas versões

O modelo é oferecido no Brasil nas versões Comfortline 250 TSI e R-Line 250 TSI e traz de série uma boa lista de equipamentos. O novo Jetta Comfortline 250 TSI conta com ar-condicionado digital de duas zonas, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois do tipo cortina), Bloqueio Eletrônico do Diferencial, sistema Start/Stop e Função de Frenagem de Manobra (RBF). Complementam o conjunto freio de estacionamento eletromecânico, assistente de partida em subidas e volante multifuncional e bancos revestidos de couro.

Também é de série o sistema de infotainment “Discover Media” com tela de 8”, que permite conectividade avançada com os smartphones por meio do App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink) e oferece navegação integrada. Rodas de 17 polegadas, câmera traseira e sistema Kessy também vêm de fábrica.

O novo Jetta conta, também de série, com o sistema de seleção do modo de condução (Eco, Normal, Sport e Individual), além de iluminação ambiente ajustável em 10 tonalidades.

Além do visual exclusivo e de todos os equipamentos da versão Comfortline, o Jetta R-Line 250 TSI traz Active Info Display (painel digital programável), controlador automático de velocidade (ACC), Front Assist com função City Emergency Brake, Detector de Fadiga, Sistema de Frenagem Pós-Colisão e regulagem automática do farol alto (FLA).

O teto solar panorâmico abrange mais da metade da área do teto do novo Jetta. Opcional para as versões R-Line e Comfortline (por R$ 4.990), esse equipamento conta, ainda, com uma tela de vidro entre o para-brisa e o teto solar, aumentando a área envidraçada do teto.

Revisão de Série. Todas as versões do Novo Jetta terão as três primeiras revisões (10.000 km, 20.000 km e 30.000 km) gratuitas. Isso representa uma economia na ordem de R$ 1.383 para o cliente – média de preço dos três primeiros serviços dos principais concorrentes do Novo Jetta no Brasil. E mais: o plano de manutenção até os 60 mil km do Novo Jetta totaliza R$ 2.204 – isto é, 40% abaixo do custo médio do segmento.

Assim como o Virtus e o Tiguan Allspace, o novo Jetta também será o primeiro modelo em seu segmento no Brasil a oferecer o “Manual Cognitivo” – que usa IBM Watson para responder aos motoristas questões sobre o veículo, incluindo informações contidas no manual do carro. Essa solução permite uma nova forma de interagir com o veículo e oferece uma nova experiência tecnológica.

Motor 1.4 TSI Total Flex

O novo Jetta chega ao mercado brasileiro oferecido exclusivamente com o motor 1.4 TSI Total Flex e transmissão automática de seis marchas (com conversor de torque) com função Tiptronic. O motor 1.4 TSI é produzido pela Volkswagen na Fábrica de São Carlos (SP) e desenvolve potência máxima de 150 cv (etanol ou gasolina) a 5.000 rpm. Seu torque máximo, de 250 Nm (25,5 kgfm), surge a apenas 1.400 rpm e se mantém plano até 3.500 rpm, independentemente da mistura de combustível. Com esse conjunto mecânico, o novo Jetta alia desempenho, conforto e economia de combustível. O sedã Volkswagen acelera de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e tem velocidade máxima de 210 km/h, com gasolina ou etanol.

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios