Meu dia em Spa-Francorchamps, o templo e a famosa Eau Rouge

Spa-Francorchamps – Encontrar esse templo do automobilismo que fica de Spa-Francorchamps bem perto das cidades de Spa, Stavelot e Malmedy, na província de Liège fazia parte da nossa primeira fase da turnê pela Europa e o teste de três carros da Renault: Megane RS, Koleos e o elétrico Zoe. Em Spa aprendi a lição completa de como o esporte deve se manter vivo, ao contrário do que acontece no Brasil, na maioria dos autódromos. Interlagos como nossa referência poderia ser igual.

Pelas estradas da Alemanha cheguei à Bélgica e rodando a partir de Nürburgring (que fica 2h de carro depois de Colônia) foram mais 125 Km em pista impecável. Chegando lá não paguei para entrar, e nem precisei mostrar qualquer carteira profissional. Apenas entrei e fiquei diante da Eau Rouge. Foram dez minutos sem tirar o olho da curva mais incrível, da mais fodástica já vista tantas vezes em vídeos de Porsche Cup ou F-1 com pilotos fazendo pose e declarando paixão e perigo a mais de 300 Km/h que passa por ali um Fórmula.

Viver uma tarde de supernaves esportivas reunidas e com placas de várias nacionalidades foi top! Os possantes estavam ali e vou mostrar tudo isso para todo mundo ver de novo. Nos boxes ou na pista. Confesso que o ronco dos motores era uma sinfonia e tanto para meus ouvidos.

E tudo isso sem contar, antes de ir embora, visitar o monumento em homenagem ao tricampeão Ayrton Senna. Outro ponto inesquecível da visita ao circuito de Spa-Francorchamps.

Acima tem uma galeria de fotos do track day que participamos no circuito mundialmente conhecido pela sua beleza e sem dúvida pela Eau Rouge, a curva em “S” mais lendária do automobilismo mundial que em subida exige o máximo do piloto para viver a emoção dessa montanha russa do asfalto.

* POR JORGE MORAES

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios