Do Salão para as ruas: os carros lançados em São Paulo que estão próximos do Brasil

Para a tristeza dos apaixonados por carros, o Salão do Automóvel fechou suas portas e apenas em 2020 poderemos voltar a maior mostra automotiva da América Latina. Mas, se tem algo de bom que ficou após o Salão é a expectativa para vermos nas ruas alguns dos carros que foram mostrados ainda como conceitos ou que só rodam lá fora, mas que estão previstos para chegar ao Brasil nos próximos meses, entre 2019 e 2020.

LEIA AQUI TODA A NOSSA COBERTURA DO SALÃO DO AUTOMÓVEL

Chevrolet

Na montadora que abriu os trabalhos no Salão, duas novidades chamaram bastante a atenção, mas têm propostas muito diferentes. Um é o novo Camaro SS, que foi apresentado nas versões cupê e conversível. As mudanças na nova geração privilegiaram o estilo, pois sob o capô segue o gigante motor aspirado 6.2 litros V8 de 461 cv e 62,6 kgfm de toque, distribuídos agora pela caixa automática de dez marchas. Os preços não foram revelados. A expectativa é para saber se a GM vai reposicionar o Camaro um pouco mais abaixo para poder brigar com seu maior rival, o Mustang, que no Brasil custa R$ 299 mil, enquanto o Camaro cobra R$ 315 mil pelo cupê e R$ 350 mil pelo “sem teto”.

LEIA MAIS

Cruze Sport6 SS se destaca entre os conceitos da Chevrolet no Salão de São Paulo

Chevrolet anuncia venda do elétrico Bolt EV no Brasil na abertura do Salão de São Paulo

Diferentemente do Camaro, o outro destaque da Chevrolet no Salão não consome uma gota de combustível. Trata-se do Bolt EV, um compacto 100% elétrico que chega no primeiro semestre por R$ 175 mil. O Bolt EV é capaz de rodar, em média, 383 quilômetros com uma única carga das baterias – número superior a qualquer outro veículo de sua categoria. O modelo ainda conta com sistema regenerativo que aproveita a energia dissipada em frenagens e desacelerações para alimentar as baterias.

A recarga é feita em tomadas e há opções que combinam com diferentes necessidades de deslocamento do usuário. No caso de um carregador semirrápido doméstico, uma hora garante 40 km extras de autonomia. Já em carregadores rápidos, encontrados em eletropostos, bastam 30 minutos para conseguir rodar mais 145 km.

Volkswagen

Uma das montadoras com mais novidades no Salão foi a Volkswagen. Além de mostrar o T-Cross, que já havia sido apresentado dias antes do salão, os alemães se exibiram com conceitos prontos para irem às ruas.

A linha GTS do Polo e do Virtus é o melhor exemplo disso. Apresentados com a assinatura “Concept” os esportivos devem ser laçados no primeiro semestre de 2019 praticamente da mesma forma que foram exibidos em São Paulo. O motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,4 kgfm de toque está confirmado e será conectado ao câmbio automático de seis velocidades. Isso, com todos os equipamentos que constam na versão Highline dos compactos. O que sentimos falta e ainda torcemos que apareça, mesmo que seja opcional, é o teto solar. Quanto ao preço, espere algo próximo aos R$ 100 mil.

LEIA MAIS

Volkswagen apresenta versões GTS do Polo e do Virtus no Salão de São Paulo

Picape Tarok é apresentada pela Volkswagen no Salão de São Paulo

Outra estrela da Volks – um dos automóveis mais fotografados do Salão – foi a Tarok, também apresentada como conceito. Essa deve mudar alguns aspectos antes chegar nas ruas, principalmente no conjunto de faróis e lanternas. A picape tem uma rival já anunciada: a Toro. O utilitário da Fiat tem pela frente mais um ano de soberania no mercado das médio/compactas, pois a Tarok só deve ser apresentada oficialmente no início de 2020. Sua diferenciação será os motores TSI, turbinados e flex, algo que sua rival ainda não oferece. Essa briga promete.

Ford

Outra gigante setor automotivo que brilhou durante o Salão de São Paulo foi a Ford. Além de mostrar o EcoSport Titanium sem o pneu de estepe pendurado na tampa do porta-malas, a montadora norte-americana mostrou dois utilitários que em breve estarão nas ruas brasileiras.

LEIA MAIS

Conhecemos o Ford Territory, que será o maior rival para o Jeep Compass no Brasil

Ford mostra a sua picape mais poderosa, a F-150 Raptor, durante o Salão de São Paulo

Ford inicia pré-venda do Edge ST com 335 cv e preço de R$ 299 mil

O primeiro será o SUV grande Edge, que ganhou a versão ST e atributos de carro esportivo com seus 335 cv de potência e um visual arrebatador. O que não é atrativo é o preço de Mustang que a Ford está cobrando na pré-venda do Edge ST: R$ 299 mil. As primeiras unidades começam a ser entregues em fevereiro de 2019.

Apesar de a Ford não confirmar, outro SUV da montadora chegará ao nosso mercado, nesse caso, em 2020. É o Territory, que estava no Salão para avaliar a receptividade do público. Já lançado no mercado chinês, o SUV médio irá disputar território (sem trocadilho) com o líder Compass. Para isso, a Ford aposta em uma cabine mais luxuosa e muita tecnologia a bordo.

Renault

A montadora francesa escondeu da imprensa a picape Alaskan. O utilitário só surgiu no estande quando o salão foi aberto ao público, por isso não temos informações sobre o lançamento do modelo, que deve ocorrer no primeiro semestre de 2019. O que a Renault talvez não quisesse com isso era tirar o foco do seu principal lançamento, o elétrico Zoe, que será o compacto movido a energia elétrica mais barato do mercado nacional.

LEIA MAISRenault lança o Zoe, o 100% elétrico mais barato do Brasil

O Zoe possui autonomia superior a 300 quilômetros (ciclo WLTP), graças à bateria Z.E. 40. Plugado em uma corrente trifásica de 22 kW, o veículo leva apenas 1h40 para chegar 80% de sua carga total.

Acompanhe abaixo, com galeria de fotos e vídeos, o que outras montadoras mostraram no Salão do Automóvel 2018 e que em breve estará em nossas ruas:

FIAT

Fiat apresenta no Salão do Automóvel o conceito do SUV da picape Toro

Volkswagen e Fiat duelam no Salão de São Paulo com versões especiais do Polo, Virtus, Cronos e Argo

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios