Dica do ano: saiba como economizar gasolina

Com a gasolina se transformando em objeto de luxo, é preciso pegar leve no acelerador e economizar cada gota do combustível. Antes mesmo da greve dos caminhoneiros, que transformou a ida aos postos uma verdadeira agonia e teste de paciência, gasolina, etanol e diesel vinham sofrendo consecutivos aumentos. Mas como quem não pode viver sem o automóvel não tem como evitar o abastecimento, é possível – ao menos – retardar as visitas às bombas de combustível.

Muito do consumo do carro passa pelo motorista. Além da manutenção do veículo em dia, o motorista pode tomar algumas atitudes para que seu companheiro de quatro rodas “beba” menos. Confira:

DICAS

Respeite a troca de marchas
Procure trocar as marchas sempre na rotação correta, mantendo o giro do motor compatível à marcha escolhida.

Mantenha a manutenção em dia
A manutenção em dia evita que o motor consuma mais combustível que o necessário, além de aumentar a vida útil do componente. É importante checar regularmente e, se necessário, trocar os filtros de ar, de óleo, de combustível e fazer a substituição das velas.

Uso do ar-condicionado
O uso do ar condicionado está ligado diretamente ao consumo de combustível, já que o equipamento é operado pelo motor. Carros com menor cilindrada “gastam mais” com o ar ligado. Por isso, use o ar apenas quando realmente for necessário. Vale ressaltar que na estrada, em velocidades superiores a 90 km/h, especialistas afirmam que vale mais a pena usar o ar-condicionado do que andar com as janelas do carro abertas, aumentando assim o arrasto e o consumo de combustível.

Não acelere com o carro desengatado
Aquecer o motor antes de sair, hoje em dia, se tornou desnecessário, já que os propulsores contam com injeção eletrônica. O sistema atual dá conta de fazer o carro andar mesmo no frio. Para modelos flex, lembre-se de abastecer o tanquinho de partida a frio (se ainda tiver). Além de gastar combustível à toa, esquentar o motor num carro com injeção eletrônica pode desgastar as peças e diminuir sua vida útil.

Evite levar muito peso no carro
Estar sempre com carro cheio também contribui para aumentar o gasto de combustível. Cargas superiores a 10 quilos já influenciam no consumo, pois o motor terá que fazer mais força para colocar o veículo em movimento. Procure levar no carro somente o que precisar, evitando guardar malas, coisas pesadas etc.

Verifique a pressão dos pneus
Circular com os pneus em boas condições é essencial para economizar combustível. Pneus murchos influenciam diretamente no rendimento do veículo, pois geram mais atrito com a via.

Mantenha o alinhamento e o balanceamento em dia
O alinhamento correto faz com que os pneus se desgastem menos e o balanceamento evita trepidações ao rodar. Além disso, previnem o aumento do atrito dos pneus no solo além do necessário e não deixam que o veículo perca desempenho.

Não acelere com o carro parado no farol
Quando estiver parado no farol, a aceleração é desnecessária e contribui para esvaziar o tanque mais rápido. Outra prática que ajuda na economia é sempre ir observando o trânsito à frente e, ao notar que o tráfego vai parar, desacelere o veículo aos poucos antes de frear. Com o carro engrenado, mas sem acelerar, a injeção eletrônica envia menos combustível ao motor.

Evite acelerar e frear bruscamente
Dirigir de maneira agressiva, além de ser perigoso, também não é interessante quando o objetivo é economizar combustível. Para prevenir o desgaste do motor, é importante trocar as marchas de forma suave e medir a força do pé no acelerador para não desperdiçar combustível.

Mantenha uma velocidade constante
O trânsito intenso das grandes cidades também contribui para que o combustível vá embora mais rápido, já que é muito comum andar e parar a todo instante. As acelerações e freadas exigem mais do motor e aumentam o consumo.

Deixar o carro no ponto morto em descidas?
Apesar de muita gente acreditar que é econômico deixar o carro em ponto morto, essa pratica não é recomendada por uma questão de segurança. Se o carro estiver desengatado e sem auxílio do freio-motor, o sistema de freio será mais exigido e poderá falhar. Nesse caso, a dica é deixar o carro engatado na marcha mais alta, mesmo sem acelerar.

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios