Detalhamos o funcionamento do conjunto mecânico por trás do novo Gol automático

Se você está pensando em comprar o seu primeiro carro automático, mas ainda está na dúvida se vai deixar o câmbio manual, essa matéria vai lhe ajudar a esclarecer as vantagens de ter um veículo com conversor de torque. Quem dirige nas grandes cidades sabe da importância de se ter um carro sem o pedal de embreagem. Ficar quase uma hora (ou mais) em um congestionamento, trocando entre primeira e segunda marchas, é um sacrifício para a perna esquerda, além de minar a paciência do motorista. Para a sorte dos brasileiros, os automóveis automáticos estão bem mais acessíveis, como por exemplo a possibilidade agora de se comprar um Gol, hatch de entrada da Volkswagen, sem pedal de embreagem e um conjunto mecânico superior para a categoria.

A transmissão que equipa o Gol (e também o Voyage 2019) possui como principais características robustez, rápidas trocas de marcha, bom nível de conforto e eficiência energética. Denominada AQ160-6F, a transmissão automática do Gol traz relações de marcha e de diferencial específicas, especialmente definidas para essa aplicação.

Essa transmissão foi projetada para carros com motores transversais e possui engrenagens planetárias, com acoplamento por conversor de torque. Caracterizado pela suavidade nas arrancadas e trocas rápidas de velocidades, o câmbio AQ160-6F conta com bloqueio do conversor de torque em diversas condições de uso, o que evita o deslizamento interno do componente, reduzindo o consumo de combustível. 

A transmissão oferece a opção de trocas manuais sequenciais Tiptronic – por meio da alavanca de câmbio ou pelas aletas atrás do volante multifuncional (opcional) – e conta com o modo de acionamento esportivo (posição “S”), que altera os momentos das trocas de marchas para rotações mais elevadas, proporcionando aceleração mais rápida, para um comportamento mais dinâmico do veículo. Recursos exclusivos na categoria do Gol e do Voyage.

Esse conjunto mecânico composto pelo motor 1.6 MSI de até 120 cv e transmissão automática de seis marchas trabalha em sintonia para garantir também conforto acústico. Nessa configuração, a velocidade do Gol e do Voyage 2019 (ambos utilizam pneus 195/55 R15) com o motor a 1000 rotações por minuto (V1000) é de 45,3 km/h em sexta marcha. Ou seja, em velocidade de cruzeiro em uma estrada, a 120 km/h, por exemplo, o motor do Gol e do Voyage trabalha a 2.649 rpm, garantindo ótimo consumo de combustível, baixa vibração e silêncio a bordo. 

Mesmo motor do Polo

O motor 1.6 MSI que compõe a oferta da linha 2019 do Gol e do Voyage (sempre combinado ao câmbio automático de 6 marchas) é da família EA211, com quatro cilindros e 16 válvulas (4 válvulas por cilindro). Total Flex, tem 1.598 cm³ de cilindrada e possui bloco e cabeçote feitos de alumínio, o que colabora para reduzir o peso do conjunto.

Com quatro válvulas por cilindro, sendo duas para admissão e duas para escape, o motor conta com duplo comando de válvulas integrado à tampa, com variação na admissão, proporcionando mais torque em baixa rotação e melhor desempenho.

 O motor 1.6l MSI tem duplo circuito de arrefecimento, que permite temperaturas diferentes para o bloco e para o cabeçote – o sistema utiliza duas válvulas termostáticas. O coletor de escape forma uma peça única com o cabeçote. Resultado: vantagens de dirigibilidade na fase fria do motor e, consequentemente, menor consumo de combustível.

O sistema e-Flex de partida a frio, que dispensa a utilização do tanque auxiliar para gasolina, é outro destaque nessa motorização. Esse recurso oferece maior conforto e praticidade ao motorista, além de partidas mais rápidas nos dias de baixa temperatura.

A potência máxima é de 120 cv (88 kW) com etanol e 110 cv (81 kW) com gasolina a 5.750 rpm, com torque máximo de 165 Nm (16,8 kgfm) com etanol e 155 Nm (15,8 kgfm) com gasolina, ambos a 4.000 rpm.

Com esse motor, o Gol acelera de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos e atinge 185 km/h de velocidade máxima (etanol). O Voyage, com o mesmo conjunto, acelera de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos e atinge 190 km/h de velocidade máxima (etanol).

A nova versão do Gol com motor 1.6 e transmissão automática de seis velocidades está sendo vendida a R$ 54.480.

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios