De volta para o futuro: veja como devem ser os carros em 2040

Como você imagina os carros em um futuro próximo, daqui a 20 anos? Os filmes de ficção científica sempre mostraram carros voadores, autônomos e cheios de telas e imagens projetadas no para-brisa. Tirando o fato de que carros em produção em massa não devem voar (pelo menos nos próximos anos), a ficção está bem próxima da realidade atual. Para a Jaguar, o futuro deve seguir nessa mesma linha. A montadora inglesa apresentou seu conceito Future-Type, a visão da empresa para a mobilidade urbana a partir do ano de 2040. O conceito é um veículo extremamente compacto, que pode ser usado sob demanda, projetado para atender a todas as necessidades das gerações futuras.

O Jaguar Future-Type é um conceito totalmente autônomo, feito para um mundo em que, possivelmente, a mobilidade deva ser usada sob demanda. Com ele, a Jaguar imagina que seus clientes podem solicitar um modelo de uso compartilhado, elétrico, autônomo, totalmente conectado, para uma demanda específica.

O coração deste conceito é um volante completamente inteligente e conectado ao mundo. Chamado de Sayer, esse volante é a única parte de um veículo que o cliente pode possuir, caso ele queira. Com ele em casa, sua inteligência artificial poderá realizar centenas de tarefas como pedir um veículo, programar a sua música favorita, reservar uma mesa em um restaurante ou mesmo saber à distância o que você tem em sua geladeira.

Por exemplo, se o cliente precisa estar em uma reunião em um lugar situado a cerca de duas horas de viagem de sua casa, ele pode simplesmente pedir um veículo ao Sayer, do conforto de seu sofá e o volante providenciará um modelo que vai até você de forma autônoma e que te leva ao seu destino. Ele pode inclusive, indicar a você, caso queira, qual é a melhor parte do trajeto para que você dirija o modelo, se assim for da sua preferência. “O Future-Type oferece uma visão dos conceitos de condução e de propriedade de veículos que devemos ter no futuro. Ele é parte da nossa visão do mundo daqui a algumas décadas e mostra como uma marca de luxo ainda pode continuar sendo desejada, mesmo em uma era completamente digital e autônomo”, afirma Lan Callum, designer chefe da Jaguar.

O Future-Type também irá se comunicar com outros veículos com o uso de tecnologias de condução colaborativas. Tal tecnologia será útil em situações que, por exemplo, diminuam as distâncias entre os veículos nas ruas, o que ajuda a diminuir os índices de congestionamentos e diminui os índices de acidentes.

Os clientes podem ainda solicitar ao Future-Type uma condução totalmente autônoma, enquanto assistem a um filme, enviam um e-mail ou mesmo leiam a um livro. Se preferirem, eles também podem assumir o controle e dirigir o Jaguar.

 Essa abordagem dupla permitirá que os motoristas escolham uma condução autônoma ou assistida, com o motorista assistido beneficiando das mesmas tecnologias avançadas que permitem que o Future-Type se conduza sozinho. Essas tecnologias funcionam em segundo plano para tornar a condução no futuro mais segura e agradável, com o carro sempre alerta e consciente das situações que se desenvolvem ao longo do horizonte. “Em uma era futura de serviços sob demanda e com alto nível de compartilhamento de veículos, nossa pesquisa mostra que ainda haverá um lugar para experiências premium. As pessoas ainda querem viajar com muito estilo e conforto. Enquanto o compartilhamento de carros é uma tendência real, nós queremos proporcionar a um número cada vez maior de clientes a oportunidade de experimentar o que um Jaguar tem para oferecer, mesmo que eles escolham não possuir um”, finaliza o Callum.

Deixe uma Resposta

Seu e-mail não será divulgado.
Campos marcadas com * são obrigatórios